Quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3023 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
História

de

Microscopia
















Nomes: Antonio Adriano
Juliana Andrade
Márcia Roberta


Curso: Química
Introdução


Este trabalho permite relatar com clareza, alem da definição do conceito microscopia, sua origem, seus usos tecnológicos, suas eficiências, enfim o quanto a invenção de tal aparelho beneficiou em muitaspesquisas microscópicas.
A microscopia permite visualizar o aumento do tamanho das células, com detalhes que jamais poderão ser vistos á olho nu.
Quais os tipos de microscópios que existem também abordarão como usar, qual sua composição, tudo relacionado ao microscópio.




História da Microscopia

Microscopia A invenção do microscópio em 1590 foi o marco inicial para o desenvolvimento dabiologia, segundo Sampaio e Cavichioli (1990) “O desenvolvimento da biologia está relacionado com a invenção e aperfeiçoamento do microscópio (Mikros = pequenos + skopos = observados)”. O microscópio permite que se veja a imagem aumentada de uma estrutura que seria invisível a olho nu. Com o microscópio podemos ver os detalhes de uma célula. O microscópio como citado acima foi criado peloholandês Zacharias Jansen, em meados 1590-1595, no início, era considerado um brinquedo, usado para ver pequenos objetos. No final do século XVII, os microscópios sofreram uma mudança em seu desenho básico, devido provavelmente à instabilidade do sistema lateral de sustentação, um tripé de apoio passou a ser utilizado. O primeiro esquema de microscópio com tripé foi divulgado na Alemanha em 1631. Contudo,somente em 1683, o microscopista inglês John Yarwell construiu o primeiro modelo de que se tem notícia. Com o passar dos anos essa máquina foi sendo aprimorada, a tal ponto que hoje conseguimos visualizar até 0,0001 mm. A história do microscópio é marcada por muitos experimentos e testes. Existem 2 tipos de microscópio, o “óptico, também conhecido como microscópio de luz, composto por uma partemecânica, que serve de suporte, e uma óptica, constituída por três sistemas de lentes, o condensador, a objetiva e a ocular”. Cada um com sua função distinta, o condensador, projeta uma espécie de cone de luz nas células observadas, essa luz atravessa a lamina (onde estão as células), e é projetada na objetiva, que por sua vez capta os raios luminosos e transfere para as oculares, o objeto(amostra) é aumentada duas vezes, uma vez quando a luz passa do condensador para a objetiva, e outra vez quando a luz passa da objetiva para a ocular, o processo de formação e ampliação da imagem é definida pela física em ótica geométrica, que nada mais é que o estudo da luz considerando a geometria do espaço plano, a luz é tratada como um feixe, cônico constituído de raios que se propagam em linha reta.Partindo do fato em que a luz se manifesta ora como onda ora como partícula, sabe-se que na matéria os fótons se comportam como partícula, e no espaço como onda. Existem dois efeitos básicos de fenômenos luminosos o de reflexão e o de refração; “Quando a luz atinge a fronteira que separa dois meios de densidades diferentes, uma parcela da luz pode voltar para o meio onde se propagava: é areflexão.”


Tipos de Microscópios
Hoje há diversos tipos de microscópios que permitem uma moderna e detalhada compreensão da arquitetura celular básica, entretanto todos têm as suas especificidades e limitações na forma de visualização das imagens celulares.
Microscópio Óptico (Luz)
Microscópio de Fluorescência Comum
Microscópio de Fluorescência Confocal
Microscópio deContraste de Fase e Interferência de Nomarski
Microscópio de Polarização
Microscópio Eletrônico de Transmissão
Microscópio Eletrônico de Varredura
Microscopia Crioeletrônica




MICROSCÓPIO ÓPTICO (LUZ)
Os microscópios de luz são os mais comumente usados em pesquisa biológica e contribuem como um papel fundamental nesta função. Compõe-se de uma parte mecânica...
tracking img