Etica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 86 (21306 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ética:

• Conceito: ( Conjunto de preceitos sobre o que é moralmente certo ou errado. Parte da filosofia dedicada aos princípios que orientam o comportamento humano.

1- Introdução Geral De Ética
Sentido amplo de ética: a ética tem sido entendida como a ciência da conduta humana perante o ser e seus semelhantes.
Envolvendo os estudos de aprovação ou desaprovação da ação doshomens e a consideração de valor como equivalente de uma mediação do que é real e voluntarioso no campo das ações virtuosas.
Encara a virtude como prática do bem e esta como a promotora da felicidade dos seres, quer individualmente, quer coletivamente, mas também avalia os desempenhos humanos em relação às normas comportamentais pertinentes.
Analisa a vontade e o desempenho virtuoso doser em face de suas intenções e atuações, quer relativos à própria pessoa, que em face da comunidade em que se insere.

2- Ética Como Doutrina Da Conduta Humana
Inicialmente é importante descrever o que é conduta humana:
• A conduta do ser é a sua resposta a um estímulo mental, ou seja, é uma ação que segue ao comando do cérebro e que, manifestando-se variável, também pode ser observada eavaliada.
É válido esclarecer que o comportamento humano também é uma resposta a um estímulo cerebral, mas é constante, ou seja, ocorre sempre da mesma forma, e, nisto, diferencia-se da conduta, pois esta sujeita-se à variabilidades de efeitos.
O que a Ética estuda, pois é ação que, comandada pelo cérebro, é observável e variável, representando a conduta humana.
Taisdiferenças conceituais nem sempre são respeitadas e os termos podem ser encontrados para expressarem efeitos como se sinônimos fossem.


2.1 – Ética Concebida Como Doutrina da Conduta.


O estudo doutrinário e respeito do motivo que leva a produzir a conduta é um específico esforço intelectual; buscar conhecer o que promove a satisfação, prazer ou felicidade é, nessa forma de entender aquestão, mais que analisar o bem como uma coisa isolada ou ideal, simplesmente.
Deixa-se o estado apenas estático, ou como alguns expressam “contemplativo” do bem, para conhecer razões que levam ao mesmo e as conveniências que ditam as variações em torno dos estímulos mentias nessa mesma direção.
Não se busca, no caso o exame do ideal, mas, sim, do que leva a produzi-lo.
A vidafeliz, prazerosa, adequada, o bem-estar, pela racional prática da virtude, a sociedade, o Estado, as posições hedonísticas etc., como ideais imaginário para o bem, como matérias que se tornam objetos de estudo através da ética, deixam de assumir o papel principal como objeto isolado de indagação, quando se busca o conhecimento da conduta, como prioridade.
Não é, pois, a coisa em si, mascomo se pode consegui-la, quais os caminhos que à mesma conduzem que se torna o embrião do que se busca conhecer como verdadeiro, ou, pelo menos, lógico.
O que se torna predominante é a prática que o homem seguem e que provoca os fenômenos, nessa forma de estudar –se Ética.
O bem passa a ser uma decorrência do móvel da conduta, ou ainda, o que se consegue através de seguir-se tal ouqual direção.


3- Formação Evolução Ética
Sendo a conduta observável, uma conseqüência de vontade e esta de uma consciência, tudo o que reside nas áreas da mente, do espírito, interessa ao estudo da Ética.
Embora sem perder sua autonomia cientifica, a ética tem, por conseguinte, ligações muito fortes como as doutrinas mentias e espirituais, pois, em verdade, são fontes deconhecimentos que interessam diretamente à análise das virtudes.
Tais territórios ainda reservam muitas surpresas no campo do conhecimento, pois, muito existe a conquistar nesses domínios.
Os estudos científicos da mente chegaram a conclusões comuns no que tange à influência dos conhecimentos adquiridos nas primeiras idades, em relação às estruturas dos pensamentos, logo, das ações....
tracking img