Estudo de caso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (323 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DO MARANHÃO – FACAM
GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO – 1º PERÍODO NOTURNO
Aluna: Wanessa Johnson dos Anjos Oliveira
São Luís-MA, 22 de março de 2012.

Estudo de Caso: Afinal , Quem MandaAqui?

1. Quais as causas principais do conflito entre Ricardo e seus filhos?
R: Primeiramente temos como causa do conflito entre Ricardo e seus filhos, a certeza que Alberto e Sérgio têm deque estão prontos para assumir a administração total da empresa. E também o fato da empresa estar passando por um momento delicado financeiramente.

2. Qual o peso relativo da experiência e daeducação formal, no processo de administrar a empresa?
R:  É chegada a hora dos filhos assumirem a administração da empresa. Mesmo com toda sua bagagem de experiência, adquirida desde a criaçãoda loja até a mudança para indústria, Ricardo deve deixar que os filhos Alberto e Sérgio assumam o controle da empresa, pois ambos se prepararam muito bem para tal situação. Com suas ideias demelhorias para a empresa, como exemplo, o desenvolvimento de novos produtos e adesão de novos tipos de clientes, Alberto já mostrou empenho para aplicar mudanças benéficas para a empresa. E Sérgio,igualmente motivado a tirar a empresa da situação financeira atual.

3. Quem deve mandar na empresa?
R: O peso atribuído à experiência profissional e à formação formal vai depender do momento emque a empresa se encontra. Acredito que não deve existir mandatários e sim o bom senso para a tomada das melhores decisões.
 Você acha que o consultor é necessário? Que papel ele teria?
R: Vejo anecessidade de se contratar um consultor apenas para o caso de Ricardo continuar no controle da empresa. Pois o consultor iria mostrar, após uma análise na empresa e principalmente na situaçãofinanceira, o que estava dando certo na....
. Quais as conseqüências previsíveis de os filhos ficarem com a empresa?
7. Quais as conseqüências previsíveis de não haver um acordo entre as duas...
tracking img