Estudo de caso: a gol levanta vôo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (669 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Estudo de Caso: “A Gol levanta voo”
Q1. Conceitue, resumidamente, o modelo de negócios que a Gol utilizou para entrar no setor de aviação civil no Brasil.
Era utilizado pela Gol o modelo ‘low cost,low fare’(baixo custo, baixa tarifa), que era baseado em cinco princípios: Aumentar a produtividade por avião, diminuindo o tempo que os aparelhos permaneciam em solo; Realizar apenas voosdomésticos; Reduzir os gastos com serviços de bordo; Ter uma frota homogênea e econômica, reduzindo despesas com manutenção e combustível; Utilizar aeroportos regionais médios, onde as taxas cobradas dasempresas são menores.
Q2. Quais lhe parecem ser a missão e a visão da Gol? Você acha que elas mudaram ao longo dos anos? Consulte o site da companhia para confirmar sua resposta.
Sua missão era seestabelecer como uma companhia de baixas tarifas para atender as demandas das classes mais baixas, que abriam mão de regalias e serviços luxuosos nas aeronaves. Sua visão era manter seu crescimento, elevandosua participação no mercado. Atualmente a missão da Gol é “Aproximar pessoas com segurança e inteligência”, e sua visão é “Ser a melhor companhia aérea para viajar, trabalhar e investir”.
Q3. Façauma análise SWOT para o inicio das operações da Gol.
>Pontos Fortes: Produtos de alta tecnologia; Preços mais baixos; Flexibilidade; Eficiência operacional. >Pontos Fracos: Fraca imagem de marca.>Oportunidades: Crescimento tecnológico; Redução de salários dos funcionários; Aumento da base de clientes por meio da oferta de voos em rotas muito demandadas e em rotas pouco atendidas pelosconcorrentes. >Ameaças: Ação dos concorrentes.
Q4. Segundo a tipologia de Michael Porter, qual é a estratégia de negócio seguida pela Gol? Quais são suas primeiras vantagens competitivas?
Liderança em baixoscustos. Com isso, a empresa cria condições em relação às cinco forças competitivas da indústria. O preço baixo age como barreira forte de entrada a outros concorrentes, como vantagem negocial com...
tracking img