Estudo de caso em psiquiatria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1935 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Dados Gerais

Identificação
Maria, 19 anos, feminina, solteira, sem filhos, estudante (cursando o segundo semestre de Fisioterapia). Evangélica, natural de Sertão Santana, onde se encontrava na ocasião da internação hospitalar.
Motivo da internação
Paciente internou por quadro de agitação psicomotora, agressividade e exposição moral.
Circunstâncias
Maria chegou ao Hospital no dia 18 demarço de 2006, levada pela Brigada Militar de Sertão Santana, contida mecanicamente, acompanhada de sua mãe. Na admissão o médico plantonista descreveu seu caso da seguinte maneira: “Paciente em fuga de idéias, acha-se cantora, artista, está agitada, não consegue ficar quieta um segundo, canta, assovia, senta e levanta da cadeira.” Foi medicada com Prometazina (1 amp. IM) e Clorpromazina (1amp. IM).
Aspecto do paciente e impressão inicial
No posto de enfermagem da unidade, Maria estava acompanhada de dois seguranças que a continham pelos braços, pois esta não queria tomar sua medicação (Carbonato de Lítio 300 mg 3x dia e Clorpromazina 100mg 2 cp./ noite), prescrita na admissão onde permaneceu por 4 dias aguardando um leito vago na unidade. Assustada, diz ter medo das demais internas,estava em boas condições de higiene e vestida adequadamente sem sinais de maus tratos.

2. Anamnese

História da doença atual
Maria esteve em um encontro religioso em uma fazenda, sob coordenação de um pastor, que fez seu “eneagrama” e descobriu que sua personalidade é do “tipo 4” e que isso a tinha libertado para ser quem realmente queria ser: “uma artista”. Este evento ocorreu no dia22.01.2006, e após este dia começou a comportar-se de forma diferente de seu habitual. Conforme informou sua mãe, neste dia, ficou agitada, a noite inteira chorando no quarto, falando dos erros que sua mãe tinha cometido na sua criação e em seguida a perdoando com crises de riso. No dia seguinte voltou para São Leopoldo, onde residia devido à faculdade, na Casa do Estudante, onde ficou por duassemanas. Neste período não atendia aos telefonemas da mãe, e pedia para dizer que não tinha tempo, já que tinha que limpar toda a casa. Quando retornou para a casa da mãe, encontrava-se “diferente”, referindo que ia começar nova vida, que era artista e já tinha escrito quatro musicas e começara a escrever um livro. Pediu dinheiro, e ao receber voltou para São Leopoldo. No dia seguinte, sua mãe recebeuuma ligação da Casa do Estudante para comunicar que Maria ia ser expulsa, pois não deixava ninguém dormir, estava agitada, desorganizada, mexendo e limpando tudo o que via. Sua mãe então entra em contato com familiares que residem em Porto Alegre e São Leopoldo para que ajudem Maria. Dia 17.03.2006, após ter ficado na casa de cinco parentes diferentes em um período de 45 dias aproximadamente, e tersido colocada para fora por agitação, limpeza compulsiva e comportamento inadequado (viajou com grupo de amigos para o litoral, e teve relações sexuais com pessoas que não conhecia), foi levada para Sertão Santana por um amigo. Ao chegar, iniciou uma limpeza no seu quarto, durante toda a madrugada, jogando suas coisas pela janela. Sua mãe tentou pará-la, mas então Maria tornou se agressiva, saindodo quarto seminua (apenas usando calçinha) e começando a agredir sua mãe e seu irmão fisicamente. Neste momento foi chamado a brigada militar que a levou para o Hospital.
História psiquiátrica prévia
Essa foi a primeira internação hospitalar de Maria e, conforme sua mão, antes de 22.01.2006 ela nunca tinha apresentado comportamento que a fizesse procurar ajuda.
História familiar
O pai deMaria faleceu por “complicações gerais” de um quadro de alcoolismo a um ano e oito meses da internação da paciente. Era agressivo verbal e fisicamente, tinha alucinações auditivas e visuais. A mãe com 38 anos refere estar com boa saúde. Seu irmão com 21 anos, diagnosticado de retardo mental moderado, já internou no HPSP por quatro vezes devido a agitação psicomotora e agressividade, atualmente com...
tracking img