Esclerose multipla

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2134 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
A principal característica da Esclerose Múltipla (EM) é sua imprevisibilidade. A doença em cada portador segue um curso diferente e cada indivíduo sofre alterações/sintomas no decorrer da doença. Os efeitos da doença aparecem durante uma fase muito dinâmica da vida, o prognóstico é variável, a doença pode evoluir com rapidez, incapacitando o cliente no início da vida adulta eprovocando morte em meses após o início da doença.
ESCLEROSE MÚLTIPLA
A esclerose múltipla é uma doença crônica do sistema nervoso central, adquirida, de origem inflamatória, provavelmente autoimune. É uma doença neurodegenerativa da substância branca em que há destruição da mielina por anticorpos, diminuindo assim o impulso nervoso.
Acomete principalmente adultos jovens, na faixa etária entre 20a 40 anos, sendo rara antes dos 10 e após os 60 anos de idade. Mais comum em mulheres (duas para um homem), em indivíduos de cor branca e em áreas de clima temperado.
Os tipos básicos de EM são definidos da seguinte maneira:
1. Esclerose múltipla surto-remissão: forma mais comum da doença, afetando pessoas com menos de 40 anos de idade. Caracteriza-se por surtos com intervalos entre si demeses ou anos, que duram menos de 24 horas e apresenta recuperação completa.
2. Esclerose múltipla secundariamente progressiva: Resultado da evolução do tipo anterior. Caracteriza-se por dificuldade de recuperação com aumento progressivo das incapacidades.
3. Esclerose múltipla primariamente progressiva: Neste caso as incapacidades aumentam progressivamente sem que haja surtos.
CAUSAS
Acausa precisa é desconhecida. Teorias atuais sugerem uma infecção viral lenta ou latente. Fatores ambientais e genéticos podem também estar relacionados com a doença.
SINAIS E SINTOMAS
O grau de sintomas é altamente variado, dependendo da extensão e da localização da destruição da bainha de mielina. As intensificações podem ser transitórias ou podem durar horas ou semanas, melhorando oupiorando de maneira imprevisível.
Sinais e sintomas típicos iniciais estão relacionados com defeitos da transmissão de impulsos ao longo da fibra nervosa.
Febre, banhos quentes, exposição ao sol e estresse podem desencadear ou piorar os ataques. É comum que a doença retorne (recaída). Contudo, a doença pode continuar a piorar sem períodos de remissão.
Sintomas musculares:
* Perda de equilíbrio;* Espasmos musculares;
* Problemas para movimentar braços e pernas;
* Dificuldade para andar;
* Problemas de coordenação e para fazer pequenos movimentos;
* Tremor em um ou mais membros;
* Fraqueza em um ou mais membros;

Sintomas da bexiga e do intestino:
* Constipação e incontinência fecal;
* Dificuldade para começar a urinar;
* Necessidade frequente deurinar;
* Forte vontade de urinar;
* Incontinência urinária;

Sintomas nos olhos:
* Visão dupla;
* Incômodo nos olhos;
* Movimentos rápidos dos olhos incontroláveis;
* Perda de visão (geralmente afeta um olho de cada vez);

Dormência, formigamento ou dor:
* Dor facial;
* Espasmos musculares dolorosos;
* Formigamento ou ardência de braços e pernas;
Outrossintomas nervosos ou do cérebro:
* Atenção e capacidade de julgamento diminuídas, perda de memória;
* Dificuldade para raciocinar e resolver problemas;
* Depressão ou sentimentos de tristeza;
* Tontura e problemas de equilíbrio;
* Perda de audição;

Sintomas da fala e de deglutição:
* Fala arrastada ou difícil de entender;
* Dificuldade para mastigar e engolir;

Afadiga é um sintoma comum e incômodo à medida que a esclerose múltipla progride. Muitas vezes piora no fim da tarde.
ANATOMIA PATOLÓGICA
Do ponto de vista anatômico, existem características gerais bem definidas em relação ao comprometimento observado na esclerose múltipla. Afeta o sistema nervoso central, predominantemente o nervo óptico, a medula espinhal, o tronco cerebral e a substância branca...
tracking img