Empresa familiar, suas vantagens, desvantagens e desafios: o caso da empresa recuperadora bras soldas ltda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1923 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Júnior de Andrade Centurion1 José Jair Soares Viana1
juninho.pj@terra.com.br jair100@gmail.com
1 Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e
Economia (FACE) – Dourados – MS, Brasil
RESUMO
A empresa familiar advém de longa data,praticamente quando a célula básica da sociedade negociava
seu trabalho, tanto na produção como na prestação de um serviço, comercializando-o para obter seu
sustento e sua sobrevivência. Apesar disso, os desafios enfrentados e as dificuldades permanecem os
mesmos e, ou, se elevam à medida que a competitividade aumenta. Este trabalho discute alguns dos
principais aspectos relacionados com aadministração das empresas familiares, culminando com o estudo
do caso da EMPRESA RECUPERADORA BRAS SOLDAS LTDA. Apesar da preocupação de um dos
autores, que pertence à segunda geração na sucessão da empresa estudada, também essa organização
apresenta grande parte dos problemas apontados pela literatura, como a pouca utilização de estratégias
formalizadas, a resistência à modernização e falta deprofissionalização. Portanto, conclui-se que o
caminho é se buscar uma adequada formação administrativa para saber conduzir a empresa rumo a um
futuro promissor, o que, o presente trabalho busca contribuir, ainda que preliminarmente.
Palavras-Chave: Gestão de empresas familiares, modernização, sucessão.
1. INTRODUÇÃO
Embora desconhecido e ignorado e longe de ser uma organizaçãoretrógrada, a empresa
familiar, em suas diversas formas administrativas – tanto tradicional, híbrida ou até mesmo a de
influência familiar –, apresenta grande participação e importância frente ao quadro empresarial.
Nesse sentido, quando se consulta a literatura especializada, percebe-se, por exemplo, de acordo
com Lethbridge (1997), que em nível mundial, empresas controladas e administradas porfamiliares são responsáveis por mais da metade dos empregos e, dependendo do país, geram de
metade a dois terços do PIB. Essas estimativas são enquadradas como muito conservadoras, uma
vez que o Brasil apresenta entre seis e oito milhões de empresas, 90% das quais são empresas
familiares (RICCA, 2007).
Dentre as coisas que os seres humanos consideram de maior importância podem-se
destacar aconvivência com sua família e o desempenho de suas atividades trabalhistas. A
empresa familiar tem a interessante possibilidade de agrupar essas duas necessidades, tornando o
trabalho mais harmonioso e produtivo. Nesse sentido, quando os vários cargos são preenchidos
com integrantes da própria família, facilita-se o desenvolvimento da empresa em razão de o
interesse tornar-se unificado e osinvestimentos, incluindo os sacrifícios pessoais, para a criação
da empresa acabam sendo amenizados. Assim, a empresa sob gestão familiar tem suas vantagens,
as quais podem viabilizá-la e levá-la ao caminho do sucesso. Em contrapartida, porém, a empresa
sob esse tipo de administração também apresenta muitas desvantagens e enfrenta muitos desafios,
que se não adequadamente enfrentados podem vira destruir a organização.
Assim sendo, muitos são os motivos que preocupam os administradores de uma empresa
familiar. Nesse sentido, dentre esses, problemas familiares particulares que abatem sobre os
membros das famílias tem levado muitas empresas ao fracasso, uma conseqüência das
desvantagens desse tipo de organização. Os problemas são os mais diversos e o nível de
complexidadevaria de acordo com o porte da empresa e as características da estrutura familiar.
Conforme Ricca (2001: 07):
A maior preocupação das empresas familiares é a sua sobrevivência. A maioria delas enfrenta
problemas existenciais ou estratégicos, isto é, dificuldades relacionadas à inadequação, tanto na
utilização, quanto na escolha dos...
tracking img