Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1732 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DISTÚBIOS
DISTÚBIOS
RESPIRATÓRIOS
RESPIRATÓRIOS

Asma
Asma
• É uma doença inflamatória crônica
das vias aéreas.
• A palavra asma vem do grego
"asthma", que significa "sufocante“.

•O

espasmo

e

a

constrição

dos

brônquios e a inflamação de sua
mucosa limita a passagem do ar,
provocando dificuldade respiratória.

• A inflamação torna as vias aéreas
sensíveis aestímulos.
• Quando expostos a estes estímulos,
as vias aéreas ficam edemaciadas
(inchadas), estreitas, cheias de
muco.

Principais
Principais estímulos

Principais
Principais estímulos
• Irritantes (tintas, perfumes, produtos
químicos, fumaça de cigarros)
• Condições climáticas desfavoráveis
(poluição,
(poluição, ar, frio)
• Infecções (gripes ou resfriados)
• Fatoresemocionais
• Refluxo gastroesofágico
• Exercícios físicos

Causas
Causas
–Indivíduos susceptíveis: é preciso
ter uma predisposição genética
que, somada a fatores ambientais,
determinam a presença da doença.

Sinais e sintomas
– Tosse (com ou sem muco)
–Falta de ar;
– Dispnéia;
–Asfixia.
–Dor ou ardência no peito
–Chiado no peito (sibilância)

• Vídeo – ausculta pulmonar
(2:34)
•Vídeo – ruídos adventícios

Classificação
Classificação da intensidade
da asma
• Pode ser classificada como
intermitente ou persistente.
• Dentro dos quadros persistentes são
definidos diferentes níveis de
intensidade da doença: leve,
moderada ou grave.

• Esta classificação se faz de acordo
com a presença dos
sintomas(frequência e intensidade),
o quanto interfere no dia-a-dia doasmático e, o comprometimento de
sua função pulmonar.

• Asma Intermitente:
– sintomas menos de uma vez por
semana;
– crises de curta duração (leves);
– sintomas noturnos esporádicos (não
mais do que duas vezes ao mês);
– provas de função pulmonar normal no
período entre as crises.

• Asma Persistente Leve:
– presença de sintomas pelo menos uma
vez por semana, porém, menos de umavez ao dia;
– presença de sintomas noturnos mais de
duas vezes ao mês,porém, menos de
uma vez por semana;
– provas de função pulmonar normal no
período entre as crises.

• Asma Persistente Moderada:
– sintomas diários;
– as crises podem afetar as atividades
diárias e o sono;
– presença de sintomas noturnos pelo
menos
menos uma vez por semana;

• Asma Persistente Grave:
– sintomasdiários;
– crises freqüentes;
– sintomas noturnos freqüentes;

Diagnóstico
Diagnóstico
• Sinais e sintomas;
• Exame físico;
• Exames complementares:
– a radiografia do tórax,
– exames de sangue e de pele (para
constatar se o paciente é alérgico)

Diagnóstico
Diagnóstico
– Espirometria: identifica e quantifica a
obstrução ao fluxo de ar.

• Vídeo

Tratamento
Tratamento

–Oxigenoterapia;
–Broncodilatadores;
–Antiinflamatórios (corticóide inalatório)
–Fisioterapia respiratória.

• Os procedimentos executados
contribuem para melhorar a
ventilação, auxiliar no relaxamento
da musculatura respiratória,
higienizar a via aérea hipersecretiva,
além de prevenir a busca por
serviços de emergência e
hospitalizações, melhorar a condição
física.

PrevençãoPrevenção
• Fazer uso de corticoesteróides;
• Evitar exposição aos fatores que
estimulam a crise.

DPOC
DPOC
• Caracteriza-se por
alterações
progressivas da
função pulmonar,
resultando em
obstrução ao fluxo
aéreo.

• Existem duas formas principais de
DPOC: Bronquite crônica, que
envolve tosse prolongada com muco
e Enfisema, que envolve a destruição
dos
dos pulmões ao longo dotempo
• A maioria das pessoas com DPOC
tem uma combinação de ambas as
condições.

• O fumo é a causa principal da DPOC.

Bronquite
Bronquite
• É uma inflamação dos brônquios.
• Se instala quando os cílios param
de eliminar o muco presente nas
vias respiratórias.

• Esse acúmulo de secreção faz com
que eles fiquem permanentemente
inflamados e contraídos.

• A bronquite pode...
tracking img