Economia

Páginas: 12 (2998 palavras) Publicado: 5 de novembro de 2012
CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISA EM ECONOMIA E GESTÃO GOVERNAMENTAL (CEPEGG) – www.cepegg.com.br |
Curso Regular de Macroeconomia |
Lista 4 – Determinação da Taxa de Câmbio e Regimes Cambiais |
|
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha |
5/6/2010 |

Trata-se de coletânea de exercícios sobre determinação da taxa de câmbio e regimes cambiais cobrados nos principaisconcursos públicos e no exame nacional da Anpec. |

SUMÁRIO

1. Seção ESAF 2
2. Seção CESPE-UnB 3
3. Seção Outras Bancas Examinadoras 7
4. Seção ANPEC 8

1. Seção ESAF

06 – (ESAF/Analista do MPU/Área: Economia/2004) – Em um regime de câmbio flutuante, são fatores que tendem a desvalorizar a moeda nacional, exceto:

a) Redução nas exportações nacionais;
b) Redução nas taxasinternas de juros;
c) Elevação nas taxas de juros norte-americanas;
d) Forte entrada, no país, de capitais de curto prazo;
e) Forte elevação nos gastos de turistas brasileiros no exterior.

11 – (ESAF/Analista de Finanças e Controle/STN/2005) - Considere um regime de câmbio fixo. Seja a taxa de câmbio representada pela letra “e” e considere o conceito de taxa de câmbio utilizada noBrasil. Suponha que o Banco Central fixe a taxa de câmbio em “e1”. Com base nessas informações, é correto afirmar que:
a) o Banco Central é obrigado a comprar qualquer demanda por moeda estrangeira no mercado à taxa e1, mas pode vender moeda estrangeira a uma taxa menor do que e1.
b) não é possível utilizar a política fiscal.
c) se existem pressões no mercado de câmbio para uma taxa maior doque e1, o Banco Central deverá vender a moeda estrangeira à taxa e1.
d) o Banco Central não precisa intervir no mercado cambial uma vez que o regime de câmbio fixo é determinado por lei.
e) se o mercado sinaliza para uma taxa maior do que e1, o Banco Central deve emitir moeda para manter a taxa fixa.

12 - (ESAF/Analista de Planejamento e Orçamento/MPOG/2005) - Considerando “E” = taxa real decâmbio calculada considerando os índices de preços interno e no estrangeiro e a taxa nominal de câmbio segundo conceito utilizado no Brasil; e “e” = taxa nominal de câmbio segundo conceito utilizado no Brasil, é incorreto afirmar que

a) uma valorização da moeda nacional em relação à moeda estrangeira significa uma redução no valor de “e”.
b) uma elevação no nível de preços no estrangeiro maior doque a elevação no nível de preços internos tende a reduzir o valor de “E”.
c) a inflação doméstica tende a reduzir o valor de “E”.
d) é possível uma queda de “e” junto com uma elevação em “E”.
e) é possível uma elevação de “e” junto com uma queda em “E”.

13 - (ESAF/Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental/MPOG/2005) - O mercado cambial pode ser avaliado a partir do que édenominada na literatura como “condição da paridade de juros”. Considerando et = taxa de câmbio no período t; et+1e = taxa de câmbio esperada para o período t + 1; i = taxa de juros interna; e i* = taxa de juros externa, a condição de paridade de juros pode ser escrita como:

a) et = (1 - i + i*)/(et+1e)
b) et = (et+1e)/(1 - i + i*)
c) et = (et+1e).(1 - i + i*)
d) et = (et+1e).(1 + i - i*)
e)et = (et+1e)/(1 + i - i*)

2. Seção CESPE-UnB

01 – (CESPE-UnB/Analista de Comércio Exterior/MDIC/2004) – Um dos instrumentos para avaliar se um determinado nível da taxa de câmbio está próximo ou distante de sua posição original é o critério da paridade do poder de compra (PPC). Com relação a essa ferramenta de análise, julgue os itens a seguir.

1. A estimativa da taxa de câmbiomediante a utilização do critério da PPC não faz sentido quando a paridade da moeda nacional é fixa em relação a outra moeda.
2. No caso em que a taxa de câmbio atingir o nível de paridade, pode-se garantir, com base na PPC, que o ritmo de inflação interna será limitado.
3. Em casos de choques externos que provoquem variações pronunciadas da taxa de câmbio em relação ao seu nível de paridade,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • economia
  • Economia
  • Economia
  • Ecônomia
  • economia
  • Economia
  • Economia
  • Economia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!