Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 48 (11820 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Aristóteles diferenciava a ética da política?
 ética está baseada na ação voluntária e moral do indivíduo. A política tem base nas relações do sujeito com a comunidade.
Aristóteles considerou o homem um animal político?
O homem possui uma propensão a ser parte da polis, quando consideramos a polis uma sociedade de cunho político. A cidade vem antes do indivíduo, antes da família, antes doindivíduo, pois é a resposta a um impulso natural.

Platão e o mito da caverna
Autores:
Glawbber Boechat de Souza - 3 ºC
Marcelo Pinotti da Rocha
Stefanie Barretos Santos 
Rafael Santana Soares – 3 ºC 
Eder Safra Melin - 3ºC
Guilherme Orion – 3 ºC 
Alexandre Ferreira Prodi – 3 ºC 
Gislaine Ap. Lopes – 3 ºA

O Mito da Caverna
Por Guilherme Orion
Platão quis dizer que a realidade estádividida em duas partes: A primeira é o nosso mundo irreal; cheio de idéias imperfeitas(forma, cor, leis). Todas cópias da matriz, aquele mundo que domina todos de forma arrogante, usando os nossos sentidos(visão) para nos enganar, nós estamos presos em um mundo sensível(porque nunca vemos, ouvimos, cheiramos e andamos) mas não sabemos disso.
         Já o outro é onde tem o sol que projeta a luzpara o outro mundo, onde tem a matriz das idéias perfeitas, a realidade, os objetos são 3D(profundidade, altura e largura).
         Os primeiros se parecem conosco, se analisarmos bem, veremos que o nosso conhecimento é sombrio, sem plena certeza de nada, não sabemos quem somos de onde viemos, se estamos sozinhos no universo, onde o universo acaba, muitos acreditam naquilo que vê, sem contestarnada.
         Já se fossemos soltos negaríamos isso e resistiríamos em acreditar no que sobemos desde pequenos, já se nós fossemos obrigados a olhar para trás, nós teríamos dois tipos de reações: as cadeias(violência física, material), e a ilusão(cadeia invisível que aprisiona a mente). Nós provavelmente não agüentaríamos o choque e gostaríamos de voltar para a caverna(mesmo sabendo que aquilo nãoé real), e ignoraríamos o que vimos, achando que era só um sonho. Preferindo continuar a sua vida, olhando só as sombras, sem sentir cheiros e ouvirmos nada, seguindo o cotidiano da vida.
         Mas se nós estivermos com a mente aberta para novos conhecimentos, talvez acreditássemos naquilo em que víamos, com um choque é claro. Seria tão bom como desagradável, bem porque veríamos coisasnovas(reais), sentiríamos novas sensações,  conhecer o infinito, e desagradável porque veríamos que tudo o que nós vivemos(não no sentido próprio da palavra) até agora não era nada, era irreal, e veríamos que não sabem de nada (como um bebê), teríamos que aprender tudo de forma certa (andar, ver, cheirar, ouvir, se movimentar,...) desde o começo, aprendendo que algumas leis que nós conhecíamos não eramreais e outras que não conhecíamos. Nós ao invés de Ter a opinião teríamos o conceito, prazer por realização, corpos belos por beleza,  espontaneidade, teríamos a educação.
         Enfim, veríamos o mundo da Matriz(superior), tiraríamos todas as nossas dúvidas.
         A Mídia tenta fazer com que nós fiquemos presos, no mundo irreal, querem que nós acreditemos em tudo o que eles falam, tirandonós do mundo REAL.
Sem Título
Por Alexandre Ferreira Prodi
 
O Mito da caverna nos leva a pensar em alguns pontos da nossa vida (da minha especificamente). O próprio mito nos revela como nos distraímos com algumas coisas tão banais e fúteis da vida, ou como no mito, as sombras em 2D, que não analisamos o contexto e a beleza das coisas mais profundamente – ou o dono da sombra. Eles ficavamadmirando as sombras das pessoas, animais, objetos que passavam, mas não viam como era este objeto realmente, não podiam ver como as pessoas e os animais eram, sua cor, forma,  aparência, só viam a sombra e não os donos das sombras. Mas quando um deles resolveu conhecer o mundo fora da caverna e tentou acordar os outros para a realidade, ele foi morto, porque achavam que somente aquilo, as sombras,...
tracking img