Drogas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2703 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE ESPECILIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA

LEONILCE DE NAZARÉ SOUSA FREITAS

APRENDIZAGEM X DEPENDENTE QUÍMICO: CONSEQUÊNCIAS DA MACONHA (Cannabis Sativa)

Projeto de pesquisa apresentado ao curso de especialização em psicopedagogia, Faculdade Montenegro. Orientado pelo professor: Júlio Corrêa.

IGARAPÉ-AÇU – PARÁ
2011

1- PROBLEMA:

Ao longo do 14 anos deexercício no magistério em turmas de ensino fundamental, venho percebendo que cada vez mais aumenta o número de adolescente usando drogas, dentro ou nas proximidades da escola, gerando assim, casos de violência, indisciplina e principalmente dificuldades de aprendizagem, de início usam drogas lícitas como cigarro e álcool, mas atualmente a mais usada é maconha.
A maconha provocaalterações no contorno das terminações nervosas. É a droga mais desmotivante que existe, e o usuário rapidamente se desinteressa por todas as suas atividades. Logo nas primeiras semanas já se percebe um déficit na capacidade de ouvir e compreender o que está sendo falado. Compromete as funções necessárias ao aprendizado, como a percepção, a memória, a atenção, capacidade de concentração e abstração,aumentando o número de reprovações escolares.
Neste sentido, a investigação pretende responder as seguintes indagações:
- Até que ponto a dependência química interfere na aprendizagem?
- Quais os efeitos que maconha causa no organismo do adolescente?


2- JUTIFICATIVA:

A educação sobre drogas deve iniciar-se bem cedo, comcrianças a partir dos 09 anos, através de uma linguagem simples, porém objetiva e científica, para orientar e esclarecer os problemas e os perigos relacionados ao uso de drogas.
Sendo, que o primeiro contato com as drogas geralmente se dá na adolescência. Isso ocorre por ser uma fase de mudanças, na qual o jovem começa a se tornar mais independente da família. Surge, então, asprimeiras oportunidades de experimentar um cigarro, uma bebida ou uma droga ilícita como a maconha, que através de observações, está em primeiro lugar, quando se trata de ambiente escolar, causando sérios transtornos, como brigas, atos de vandalismo, desinteresse pelos estudos, etc.
A atenção deve ser diferenciada para aquele adolescente tido como indisciplinado ou que temdificuldade de aprendizagem. Ao invés de rotular e propor a expulsão, a escola deve investir pedagogicamente no aluno.
Como espaço de formação e informação, a escola exerce grande influência na vida do adolescente, e é de fundamental importância que se discuta em sala de aula o tema drogas, a fim de previni-los quanto aos seus efeitos sobre o organismo e a vida das pessoas.É comum o adolescente se deixar levar por colegas, ficando tentado experimentá-las, por isso, a informação é melhor arma a ser utilizada pra combater o tráfico e suas conseqüências.
Cabe a cada responsável pela formação dos jovens, prepará-los para o convívio em sociedade. A nós, pais, professores, gestor e toda comunidade escolar compete contribuir para uma educação dequalidade, capaz de garantir a criança e ao adolescente uma vida sem drogas, não só por meio de uma atuação concreta no nosso dia-a-dia, como também por meio de nosso próprio exemplo.
Diante dessa realidade, acredito que o referido projeto venha esclarecer de maneira objetiva dúvidas e anseios dos adolescentes, a fim de conscientizá-los a respeito das drogas, podendo tornar-secrítico e capaz de discernir sobre a realidade do problema.

3- OBJETIVOS:

Geral
- Promover atividades criativas e extracurriculares envolvendo escola, aluno e pais, como forma de prevenção ao uso indevido de drogas.


Específico
- Reconhecer a atuação da escola como veículo de informação adequada sobre a questão das drogas....
tracking img