Direitos humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Teoria do Conhecimento

CONHECIMENTO: Um tema para muitas discussões
Desde a Antiguidade grega, quase todos os filósofos se preocupavam com o problema do conhecimento. Problema que envolve questões básicas como:
• O que é conhecimento?
• Qual é o fundamento do conhecimento?
• É possível o conhecimento verdadeiro?
Todas essas questões têm sido tratadas por uma disciplina filosóficaque costuma ser designada por diversos nomes: teoria do conhecimento, gnosiologia, crítica do conhecimento ou epistemologia. Portanto, utilizaremos à denominação teoria do conhecimento.
Em que consiste, então, a teoria do conhecimento?
“A teoria do conhecimento pode ser definida como a investigação acerca das condições do conhecimento verdadeiro". Neste sentido podemos dizer que existem tantasteorias do conhecimento quantos foram os filósofos que se preocuparam com o problema, pois é impossível constatar uma coincidência total de concepções mesmo entre filósofos que habitualmente são classificados dentro de uma mesma escola ou corrente.
Dentre as principais questões tematizadas na teoria do conhecimento podemos citar: as fontesprimeiras de todo conhecimento ou ponto de partida; oprocesso que faz com que os dados se transformem em juízos ou afirmações acerca de algo; a maneira como é considerada a atividade do sujeito frente ao objeto a ser conhecido; o âmbito do que pode ser conhecido segundo as regras da verdade etc.”LEOPOLDO E SILVA, Franklin. Teoria do conhecimento.In: MORA DE OLOIVEIRA, Armando et al. Primeira filosofia. Tópicos de filosofia geral, p 175.
Cada teoria doconhecimento constitui, portanto , uma reflexão filosofia como o objetivo de investigar as origens, as possibilidades, os fundamentos , a extensão e o valor do conhecimento.
Foi somente a partir da Idade Moderna que a teoria do conhecimento passou a ser tratada como uma das disciplinas centrais da filosofia. Nesse seu processo de valorização colaboraram, de forma decisiva, as obras do filosofofrancês René Descartes (1596-1650), do filosofo inglês John Locke (1632-1704) e do filosofo alemão Immanuel Kant (1724-1804), conforme veremos adiante.
Sujeito e objeto: elementos do processo de conhecer
O que é, afinal, conhecer ? Vejamos uma primeira noção.
Conforme analisa o filosofo Richard Rorty, na concepção de grande parte dos filósofos , “conhecer é representar cuidadosamente o que éexterior à mente”!. É a interpretação de que o conhecimento érepresentação , isto é, uma “imagem” ou “reprodução”,mental da coisa conhecida.
Assim, de acordo com a noção representacionista do conhecimento, quando conhecemos, por exemplo, um pássaro, formamos uma representação, uma “imagem adequada” desse pássaro em nossa mente.
Outra noção importante é a de que, no processo de conhecimento, sempreexistiria a relação entre dois elementos básicos:
• Um sujeito conhecedor (nossa consciência, nossa mente) e
• Um objeto conhecido (a realidade, o mundo, os inúmeros fenômenos).
Só haveria conhecimento se o sujeito conseguisse apreender o objeto, isto é, conseguisse representa-lo mentalmente.
Dependendo da corrente filosófica , será dada, no processo de conhecimento, maior importância aosujeito (é o caso do idealismo) ou ao objeto (é o caso do realismo ou materialismo). Vejamos.
Realismo
De acordo com as teorias realistas do conhecimento, as percepções que temos dos objetos sãoreais, ou seja, correspondem de fato às características presentes nesses objetos, na realidade. Por exemplo: as formas e cores que o sujeito percebe no pássaro são cores e formas que opássarorealmente tem em si.
No realismo mais ingênuo, isto é menos critico, o conhecimento ocorre por uma apreensão imediata das características dos objetos, isto é, os objetos se mostram como realmente são ao conhecimento que então se estabelece.
Há no entanto, outras formas mais críticas de realismo, que problematizam a relação sujeito-objeto, mas que mantêm a idéia básica de que o objeto é determinante no...
tracking img