Dersu uzala

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1461 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
b[pic]

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

ALUNA: FABÍOLA DOS SANTOS BRITO DA FRANÇA

















AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA III

Analise do filme Dersu Uzala

Akira Kurosawa





















SSA, FEVEREIRO DE 2013

[pic]

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

ALUNA: FABÍOLA DOS SANTOS BRITO DA FRANÇAAvaliação apresentada à professora Iara, como avaliação parcial da disciplina de Sociologia III, do curso de ciências Sociais.























SSA,FEVEREIRO DE 2013

Dersu Uzala (1975), é um filme do diretor japonês Akira Kurosawa, A ação do filme decorre na Sibéria, no limiar do séc. XX, e aborda a relação de um caçador nômade na Rússia siberiana contratado comoguia e um jovem militar russo enviado para uma expedição cartográfica.Originários de universos totalmente diferentes, os dois homens acabam por partilhar fraternalmente os mesmos perigos e emoções, solidificando uma amizade nascida da vivência, vulnerabilidade e resistência diante a vida na selva.
Segundo Blumer, o interacionismo simbólico busca a compreensão do modo como os indivíduos interpretamos objetos e as outras pessoas com as quais interagem e como esse processo de interpretação conduz a um comportamento individual em cada situação especifica. Para Goffman as várias representações que o indivíduo apresenta a si mesmo e às outras pessoas, os meios pelos quais ele regula a impressão que formam a seu respeito e as coisas que pode ou não fazer diante delas. O foco de análise édirigido para a interação face a face, e o autor utilizou-se de metáforas sobre a representação teatral para descrever tais interações.Sua proposta é que os indivíduos em situação de interação “representam” de forma similar ao realizado pelos atores em uma peça teatral. O trabalho de descrição destas representações lança mão de outros conceitos relacionados ao teatro, com os de “desempenho”, “cenário”,“expressão” e “platéia”.ambos abordam o mesmo assunto com uma linguagem e foco diferenciado.
Nesse sentido o filme faz esta analise interacionista a partir da relação do chefe de expedição e seu guia, um ponto interessante é a releitura que o chefe da expedição faz sobre as coisas e a natureza a partir do comportamento do seu guia, Para Dersu Uzala todo ser vivo eram “pessoas”, a naturezatinha um sentido, toda criatura e sons emitidos por ela era como um livro a ser lido e interpretado.e toda ação de Dersu era pensada para o bem dos próximos que ele suponha passar futuramente pela mesma experiência que ele. A relação com o outro permite ao chefe da expedição um novo olhar sobre as coisas, porém sem subjulgar a sua própria concepção de mundo, onde acreditava que o estilo de vida deDersu era primitivo e que a urbanização era o único meio digno de vida, o progresso para a sociedade. Segundo Goffman os participantes do grupo formam sua opinião a partir de informações anteriores que disponham, e a partir das impressões que o “novato” apresenta. O novo participante, por sua vez, tem o interesse de causar determinadas impressões sobre os integrantes do grupo.

Outro pontointeressante do filme é Dersu acreditar ter atraído má sorte por algum sacrilégio cometido e resolve se mudar para a cidade com o oficial. Mas,não se adapta ao estilo de vida urbano, cujas normas civis e burocráticas entram em choque com seu modo simples e ingênuo de viver e entender a vida. Por fim desiste disso e resolve partir novamente de volta a sua taiga e é presenteado com uma arma novapelo capitão. Antes de retornar a sua natureza é morto por assaltantes que querem sua arma. A história contém uma triste ironia, de que a vida pura e singela que levava na natureza era muito mais segura do que a da cidade e que as ambições encontrada nas cidades o levaram a morte.

Como no filme, os problemas da sociedade no século XX com o advento da industrialização e urbanização...
tracking img