Deficientes no mercado de trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3632 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdades Monteiro Lobato
FACULDADES MONTEIRO LOBATO - FATO








ALINE DA SILVA MATTOS
HENRIQUE MELERO SCHMIDT
MARILAINE NUNES PONCE
NAYARA SILVA BARBOSA
PAULA DANDARA DA SILVA BERRUTTI






DEFICIENTES NO MERCADO DE TRABALHO







Porto Alegre, Junho de 2010






ALINE DA SILVA MATTOS
HENRIQUE MELERO SCHMIDT
MARILAINE NUNES PONCE
NAYARA SILVA BARBOSAPAULA DANDARA DA SILVA BERRUTTI




DEFICIENTES NO MERCADO DE TRABALHO






Faculdades Monteiro Lobato - FATO
Curso de Administração de Empresas
Projeto de Pesquisa





Prof. Orientador(a): Dra. Margarete Panerai Araujo




Porto Alegre, Junho, 2010







SUMÁRIO



INTRODUÇÃO 4

1 TEMÁTICA INVESTIGATIVA 5
1.1 Tema: 5
1.2 Delimitações do tema: 51.3 Problema: 5
1.4. Hipótese: 5

1.3.1 Geral 6

1.3.2 EspecÍficos 6

2 EMBASAMENTO TEÓRICO: 7

CONCLUSÕES : 17

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: 18

ANEXOS. 19




















INTRODUÇÃO

O mercado de trabalho este cada vez mais competitivo, e para que o profissional consiga garantir seu lugar, precisa estar bem qualificado e sempre atualizado. Asituação, ainda é mais grave quando se trata de pessoas portadoras de deficiência física, que além de todos esses agravantes, ainda tem que se deparar com o preconceito.

Infelizmente os avanços científicos e sociais da humanidade moderna, ainda não foram suficientes para mudar esse quadro. Isso se deve a uma visão distorcida por parte de alguns, o trabalho mais difícil, não é com o deficiente, mas coma conscientização da sociedade e com o fim de preconceitos. Em muitos aspectos a vida do portador de deficiência, não é diferente dos demais, possui momentos de alegria e conquistas, em outras palavras, bons e maus momentos como qualquer ser humano se diferencia sim, em uma particularidade, são vitimas do preconceito de discriminação, principalmente no mercado de trabalho. O portador dedeficiência física, no uso de suas aptidões, que não dependam suas limitações é tão quanto mais produtivo que qualquer outra pessoa. Disponibilizar trabalho á essas pessoas não é caridade, mas sim respeitar o principio básico da igualdade perante a sociedade. É necessário mudar o conceito da pessoa portadora de deficiência física perante toda a sociedade, se não ressaltar suas qualidades, ao menos poracreditar que inclusão social somente será possível pelo trabalho. E isso, não é uma prerrogativa somente dos deficientes, mas de toda a sociedade.

Neste trabalho, foco a situação atual do deficiente físico no Brasil, perante o mercado de trabalho, as tecnologias existentes, que possibilitem sua inclusão e as leis que obrigam a igualdade no uso da mão-de-obra.







1 TEMÁTICAINVESTIGATIVA


1.1 TEMA:


DEFICIENTES FÍSICOS NO MERCADO DE TRABALHO


1.2 DELIMITAÇÕES do tema:

NESTA PESQUISA IREMOS ESTUDAR A INSERÇÃO E GESTÃO NO MERCADO DE TRABALHO DE PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNE), ANALISAREMOS A FORMA COM QUE OS GESTORES VÊEM A DEFICIÊNCIA E TAMBÉM A VISÃO DESSES.


A pesquisa será baseada em PNE e tem comoobjetivo demonstrar a dificuldade de entrar no concorrido mercado de trabalho, de como é vista a lei das cotas e o acesso estrutural do dia a dia.

Faremos um questionário para verificar a opinião da comunidade em relação ao preconceito que possa existir em relação ao mercado de trabalho.

1.3 Problema:

COMO O MERCADO DE TRABALHO INCLUI O DEFICIENTE FÍSICO?

1.4. Hipótese:OS INTEGRANTES DO GRUPO ACREDITAM QUE EXISTE UM PRECONCEITO NA INCLUSÃO DOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO, POR ISSO É NECESSÁRIO A EXISTÊNCIA DE COTAS PARA A MUDANÇA SOCIAL NA CONCEPÇÃO DAS PESSOAS SOBRE AS CAPACIDADES DOS DEFICIENTES. ESSE É UM TIPO DE INCLUSÃO EMERGENCIAL, OU SEJA, POR UM PERÍODO PEQUENO DE TEMPO ATÉ QUE NÃO HAJA DIFERENCIAÇÃO ENTRE OS...
tracking img