Cv welington

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2584 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 O Cântico dos Cânticos de Salomão.
PRIMEIRO CANTO
Anseios de amor
Ela .
2 Sua boca me cubra de beijos! São mais suaves que o vinho tuas carícias,
3 e mais aromáticos que teus perfumes
é teu nome, mais que perfume derramado;
por isso as jovens de ti se enamoram.
4 Leva-me contigo! Corramos!
O rei introduziu-me em seus aposentos.Coro.
Queremos contigo exultar de gozo e alegria,
celebrando tuas carícias, superiores ao vinho.
Com razão as jovens de ti se enamoram.
Canção da amada
Ela.
5 Sou morena, porém graciosa,
ó filhas de Jerusalém,
como as tendas de Cedar,
como os pavilhões de Salomão.
6 Não me olheis com desdém, por eu ser morena!
Foi osol que me bronzeou:
os filhos de minha mãe, aborrecidos comigo,
puseram-me a guardar as vinhas;
a minha própria vinha não pude guardar.
Ambição do amor
Ela.
7 Indica-me, amor de minha alma: onde pastoreias?
Onde fazes repousar teu rebanho ao meio-dia?
Para eu não parecer uma mulher perdida,
seguindo os rebanhos de teus companheiros.Coro.
8 Se não o sabes, ó mais bela das mulheres,
segue os rastos das ovelhas
e leva teus cabritos a pastar
perto do acampamento dos pastores!
Ele.
9 Às parelhas das carruagens do Faraó
eu te comparo, minha amada.
10 Graciosas são tuas faces entre os brincos,
e teu pescoço entre colares.
11 Faremos para ti brincos de ourocom filigranas de prata.
Exaltação do amor
Ela.
12 Enquanto o rei está em seu divã,
meu nardo exala seu perfume.
13 O meu amado é para mim
como bolsa de mirra sobre meus seios;
14 o meu amado é para mim
como um cacho florido de alfena dos vinhedos de Engadi.
Ele.
15 Como és formosa, minha amada!
Como és formosa, comteus olhos de pomba!
Ela.
16 E tu, meu amado, como és belo,
como és encantador!
O verde gramado nos sirva de leito!
17 Cedros serão as vigas de nossa casa,
e ciprestes, as paredes.
Galanteios
Ela.
1 Eu sou o narciso de Saron,
o lírio dos vales.
Ele .
2 Sim, como o lírio entre espinhos
é, entre as jovens, aminha amada.
Ela.
3 Como a macieira entre árvores silvestres
é, entre os jovens, o meu amado.
À sua sombra eu quisera sentar-me,
pois seu fruto é saboroso ao meu paladar.
Amor apaixonado
Ela.
4 Ele me conduziu à casa do banquete,
onde a bandeira era para mim sinal de amor.
5 Restaurai-me as forças com tortas de uva,revigorai-me com maçãs,
porque desfaleço de amor!
6 Sua esquerda apóia minha cabeça,
e sua direita me abraça.
Ele.
7 Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém,
pelas gazelas ou corças do campo,
que não acordeis nem desperteis a amada,
antes que ela queira!
SEGUNDO CANTO
Primavera de amor
Ela.
8 Atenção! É o meu amado:eis que ele vem saltando pelos montes,
transpondo as colinas.
9 O meu amado parece uma gazela,
uma cria de gamo,
parado atrás de nossa parede,
espiando pelas janelas,
espreitando através das grades.
10 Adiantando-se, o meu amado me fala:
Ele.
Levanta-te, minha amiga,
minha formosa, e vem!
11 Eis que o inverno já passou,cessaram as chuvas e se foram.
12 No campo aparecem as flores,
chegou o tempo da poda,
a rolinha já faz ouvir
seu arrulho em nossa região.
13 Da figueira brotam os primeiros figos,
exalam perfume as videiras em flor.
Levanta-te, minha amiga,
minha formosa, e vem!
14 Pomba minha, nas fendas da rocha,
no esconderijo...
tracking img