Crack

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1743 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]



SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL











O ENFRENTAMENTO DO PROBLEMA DO CRACK NO CONTEXTO DA SAÚDE PÚBLICA








































O ENFRENTAMENTO DO PROBLEMA DO CRACK NO CONTEXTO DA SAÚDE PÚBLICA







Trabalho apresentado ao Curso de Serviço Social da UNOPAR - Universidade Nortedo Paraná, para a disciplina de Produção Textual em Grupo - 1° semestre,orintado pelos professores:Lisnéia Rampazzo, Giane Albiazzetti, Gleiton Lima e Rosane Malvezzi.








Arcoverde
2012

sumário




INTRODUÇÃO 03


DESENVOLVIMENTO04


CONCLUSÃO 07


REFERÊNCIAS 08





















INTRODUÇÃO


O Brasil é um país detentor derecursos naturais imensuráveis, mas tem dificuldades em manter uma diretriz social congênita. Suas ações deveriam possibilitar o acesso a população a bens e direitos, não sendo esta a realidade atual. Nem sempre as políticas sociais estão voltadas realmente para o problema a que foram destinadas, algumas servem de base de arrecadação de verba para uso próprio, deixando a merçê os profissionais ecomunidade que poderiam agir neste sentido. Nesta ótica, pode-se destacar o consumo de crack no país.
Duarte et al (2009) cita o exemplo das informações referentes ao consumo do crack e suas consequências no Brasil. Os dados reunidos mostram um consumo discreto e estável na população brasileira entre os anos de 2001 e 2005, mas haviam fortes evidências de que a partir de 2009 o consumo destasubstância, bem como sua associação a diversos agravos à saúde, à criminalidade e à violência se tornariam mais frequente.
O presente trabalho vai buscar em campo as ações que possivelmente estão em atividade em Arcoverde e que apresentam resultados consideráveis, com o objetivo de conhecê-las melhor, podendo firmar uma base para discussões sobre o tema drogas.
A cidade proposta para estudo é Arcoverde,em Pernambuco. Nela, são desenvolvidas ações locais com reconhecimento estadual; os programas disponibilizados têm apoio de vários órgãos e tem assumido uma postura ofensiva desejada pela sociedade. Seus resultados serão analisados durante o desenvolvimento do trabalho.
A proposta desenvolvida na cidade deixa uma abertura para a criação de outras campanhas tão eficientes quanto, deixando de ladoqualquer diferença política, agindo com o objetivo de alcançar o procurado bem estar social.




DESENVOLVIMENTO

Ações que são realizadas para o enfrentamento do consumo de crack no âmbito da saúde pública.

Na cidade de Arcoverde o problema do crack já é um dado a ser considerado. Os consumidores da droga estão aumentando, fazendo surgir um comércio para traficantes. Atualmente, omunicípio dispõe de dois tipos de programas:
CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) – é desenvolvido um trabalho de apoio, acolhimento e acompanhamento do usuário e da família. Atualmente o CREAS acompanha apenas um caso de uma mulher que experimentou o crack quando tinha 12 anos através do seu namorado e hoje, com 18 anos, tem dois filhos que estão sobre a tutela do pai;ela faz o tratamento acompanhada por um membro da família (não conheceu os pais) e tem vontade de ser internada em uma clínica especializada no tratamento de drogados.
PERNAMBUCO CONTRA O CRACK (Ministério Público) – de acordo com o Ministério Público de Pernambuco (2011), através de um programa que surgiu na escala municipal (em Arcoverde) criado pelo Promotor de Justiça Carlos Eduardo Seabra,...
tracking img