Configurando rede no open suse

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5461 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
openSUSE 11.1


Este mês foi lançada a versão 11.1 da popular distribuição Linux openSUSE. E o que a nova versão tem a oferecer? Bom, um bocado de coisas! Naturalmente, ela traz atualizações para os ambientes desktop principais (a saber, o GNOME 2.24.1 e o KDE 4.1.3), mas também inclui a versão 2.6.27.7 do kernel Linux e, o mais importante, substitui o antigo EULA (contrato de licença deusuário final) por uma licença livre. Para os usuários que querem uma experiência mais "clássica" e que ainda não estão prontos para pular para o KDE 4.x, o openSUSE inclui o KDE 3.5.10. A nova versão é a primeira a ser compilada com o serviço de compilação da Novell. A equipe se esforçou bastante para acertar as pontas do serviço e torná-lo confiável, já que ele vai formar a base das próximas versõescomerciais do SUSE Linux para desktops e servidores em 2009.



Instalação

Como de costume, eu baixei a ISO mais recente, gravei em um DVD e comecei a instalação. O openSUSE sempre foi uma das distribuições mais bonitas, e esta versão não é exceção. Fui recebido por uma típica tela de boas-vindas e iniciei o sistema com a opção "Instalação". O instalador do openSUSE é limpo, simples efuncional, além de bonito. Essa versão trouxe mais melhorias, como a reformulação do particionador, resultado das opiniões e testes dos usuários. O layout também mudou, bem como a estrutura de particionamento recomendada por padrão. Mas uma coisa de cada vez.

[pic]

Menu de instalação do DVD do openSUSE 11.1

Iniciada a mídia de instalação, temos as primeiras opções: idioma e teclado. Depoisescolha o tipo de instalação desejado. Eu escolhi uma instalação nova, mas é possível atualizar e reparar um sistema instalado. Se quiser que o instalador do openSUSE configure a rede e o hardware do sistema automaticamente, marque a caixa de seleção "Usar configuração automática". Depois escolha o fuso horário. O instalador permite sincronizar data e hora com um servidor NTP, mas por aqui ele não mepermitiu marcar essa opção. O instalador apresenta apenas duas opções imediatas para o ambiente: GNOME 2.24.1 e KDE 4.1.3. Basta marcar o seu favorito e ir em frente, mas se preferir um ambiente diferente (como o KDE 3.5 ou o Xfce) selecione-o mais abaixo, em "Outro".

[pic]

Seleção do ambiente desktop no instalador do openSUSE 11.1

Por padrão, o particionador recomenda uma partição swapde 2 GB, separa 20 GB para a partição root e o restante para a /home. O sistema de arquivos usado é o ext3. Aqui eu tive o meu primeiro problema com a interface de usuário do particionador. Abaixo do layout recomendado há dois botões, "Criar Configuração de Partição" e "Editar Configuração da Partição". Ao contrário do que parece, só um dos botões se refere ao layout sugerido acima. Não clique em"Criar Configuração de Partição" para criar o layout sugerido; para isso, clique em "Avançar". A opção "Criar Configuração da Partição" implica em rejeitar a configuração recomendada e criar a sua. Eu acho isso muito confuso, e bastaria renomear o botão ou realocá-lo para resolver o problema. Para aceitar o layout recomendado e fazer alterações nele, selecione "Editar Configuração da Partição".Escolhendo qualquer das duas opções você terá a oportunidade de selecionar o particionamento avançado, que permite usar o novo particionador.

[pic]

Partições sugeridas pelo instalador do openSUSE 11.1
A visão padrão do particionador exibe todos os "Armazenamentos Disponíveis no Linux" e apresenta uma lista de partições (ou um dispositivo em branco, se o disco rígido for novo ou estiver vazio).No lado esquerdo temos a "Visão do Sistema", agrupando vários tipos de armazenamento, como discos rígidos, volumes RAID, volumes lógicos, compartilhamentos NFS remotos e até dispositivos criptografados. Muito bom. Infelizmente, embora os dispositivos estejam visíveis ali, não é possível criar nem editar partições sem antes clicar duas vezes em um dos dispositivos, ou navegar até ele usando a...
tracking img