Multinacionais brasileiras e seus projetos na áfrica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1171 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdades de Campinas - FACAMP

Relações Internacionais

Tópicos Complementares – África

Multinacionais brasileiras e seus projetos na África


Nathália Paz Carvalho

CAMPINAS
2012

Resumo:
Os projetos realizados pelas multinacionais brasileiras na África levaram importantes benefícios socioeconômicos a países marcados por problemas em diversos setores. O estreitamento dasrelações entre o país e o continente se intensificou, principalmente, durante o governo Lula, 2003. Além disso, essas empresas, principalmente a Odebrecht, atuam no âmbito social dos países africanos a onde se encontram.
Introdução:
Desde o seu primeiro mandato, em 2003, o então presidente Luís Inácio Lula da Silva apresentou sinais de mudanças em relação à política externa para o continente africano.A partir daí, nota-se uma maior interação entre o continente e o país. Como destacou o então ministro das relações exteriores, Celso Amorim, o Brasil é a segunda maior nação negra do mundo, com cerca de 76 milhões de afrodescendentes, e o governo está empenhado em refletir essa circunstância em suas ações de atuação externa. É possível notar que no decorrer dos anos diversas empresasmultinacionais brasileiras se instalaram no Continente Africano. Vale do Rio Doce (VALE), Odebrecht e Petrobrás são pioneiras em investimento no continente. Essas empresas são, também, responsáveis por diversos projetos sociais presentes no continente. Esses projetos, além de serem uma maneira de oferecer ajuda à população africana, são, também, uma forma encontrada de conseguirem a aceitação da populaçãolocal para instalação dessas empresas.
Resultados:
Podemos notar os reflexos dessa nova atuação externa nas ações tanto do país quanto do continente. O Brasil e os países africanos de língua portuguesa (Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tome e Príncipe, Moçambique e Angola) fazem parte da mesma instituição, a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).
O Brasil foi responsável pela criação daCúpula América do Sul-África (ASA), que tem por objetivo fomentar a cooperação “na governança, no desenvolvimento rural, comércio, investimentos e infraestrutura”.
Hoje o Brasil tem mais missões diplomáticas na África do que tem o Reino Unido. Apenas entre 2003 e 2010, o Brasil abriu 17 novas embaixadas no continente e visitou 23 países africanos. A atual presidente, Dilma Rousseff, visitou trêspaíses africanos (Angola, Moçambique e África do Sul) em seu primeiro ano de poder.
O Brasil, cujo comércio com a África passou do marco de US$20 bilhões em 2010, tem empresas que estão fazendo negócios no continente. Destacam-se a Vale do Rio Doce, Odebrecht e Petrobrás.
Durante o período do governo do presidente Lula aconteceu uma intensificação da entrada de empresas brasileira no continenteafricano, entretanto essa movimentação já vinha acontecendo com a ida de empresas brasileiras pioneiras nesse novo mercado, como a Odebrecht que iniciou sua atuação no continente em 1984.
Atualmente o principal motivo que leva as empresas a manter seus investimentos na África é os altos níveis de disponibilidade de recursos naturais. Mesmo que o continente ainda tenha um certo risco, osinvestimentos se provam ser lucrativos o bastante para que a empresa se mantenha ali.
Junto à exploração de recursos naturais, é necessário considerar as estruturas disponíveis para a massa de trabalhadores que são empregados pelas empresas. Essa preocupação pode ser um dos motivos das empresas serem aceitas dentre dos países em que se encontram, pois não necessariamente a população teria de concordar coma invasão de empresas internacionais em seu território; como essa preocupação existe, a maioria das empresas com fortes laços no continente são empreiteiras. A Odebrecht, por exemplo, desenvolveu projetos sociais, principalmente, vinculados à educação.
Segundo a Fundação Odebrecht, sua missão é educar jovens para a vida, para o trabalho, mas com valores e limites. Apesar de todas as...
tracking img