Como se faz um processo resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4180 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O drama
No primeiro capitulo Francesco Carnelutti debate sobre o interesse das pessoas em relação aos processos, tanto penais quanto cíveis. Chega até estabelecer uma relação entre processo e diversão, dizendo que o aumento na procura de abertura processos tem como consequência a avidez de pessoas por diversão.
Compara o processo ao teatro, as competições desportivas. Para o autor cada um delestem suas leis próprias; mas se o publico que as assiste não as conhecer, não compreenderá nada. Se as regras não forem justas, os resultados da apresentação ou do processo também correm o risco de serem injustas. Estabelece relações entre o direito e a guerra, um nasce para que o outro morra. Mas diz bem que os duelos que existem nos processos são muito graves, até porque está em termo de lei,como quando diz que os homens em vez de abraçarem- se como irmãos, tentam se despedaçar como lobos. E nessa perspectiva é que se devem reunir esforços para remedia-las.

O processo penal
O processo penal se corresponde ao Direito Penal, à ideia de pena, de delito e de contravenção. Mais concretamente o processo penal se faz para castigar os delito e as perturbações menos graves da ordem socialchamadas de contravenções.
Pelo fato dos delitos perturbarem a ordem a ordem social é que eles devem seguir a pena, para inibir a pratica de novos delitos, e os que já cometeram estabeleçam novamente a sua liberdade, que só pertencem a si mesmos. Delito e pena são considerados como dois fatos equivalentes, cuja equivalência restabelece a ordem social.
Sempre ouvimos dizer que a justiça deve serrápida, mas infelizmente, a justiça rápida não será segura, o castigo não pode ser rápido como o delito. A justiça muitas vezes é demorada, mas não é uma demora sem causa, mas sim certa cautela do julgador para que não aconteça um erro judiciário.

O processo civil
O Processo civil corresponde ao Direito civil, e diferentemente do penal, não possui um delito. O processo civil se realiza intercives, ou seja, entre homens dotados de civilidade, o conceito de civilidade derivaria de Civilitas, modo de ser dos cidadãos da cidade, civis provavelmente deriva de cum ire que significa ir ou andar em conjunto.
O que gera a discórdia é o conflito de interesses, chama-se processo civil porque ainda não se formou a o delito que reclama a pena, e a situação de conflito resistido entre os civis sechama lide ou litigio.
A lide é, pois, um desacordo, elemento essencial do desacordo ou conflito de interesses: satisfazendo um interesse de uma pessoa, fica-se sem satisfazer o interesse da outra, e vice versa. Outro elemento consiste em um comportamento correlativo dos interessados: um deles exige que se tolere o outro e a satisfação de seu interesse, e a essa exigência se da o nome depretensão; mas o outro em vez de tolera-lo, se opõe. Entre lide e perigo existe a mesma diferença que há entre perigo e dano, quanto mais civil ou civilizado for um povo, menos delitos serão cometidos e menos litígios surgirão.
O processo civil trabalha então com o combate da lide, como o processo penal combate o delito, mas a reação do processo civil é mais complexa que a do processo penal. No penalenquanto não se der a existência do delito ele não se coloca em movimento. Ao contrário, o processo pode operar não apenas para a regressão, mas também para a prevenção do litigio. A atividade preventiva do processo civil se dá em determinadas presenças de determinadas situações que podem propiciar a injustiça. Há duas formas no processo civil: a preventiva e a repressiva, a ciência jurídica aindanão chegou a descobrir a distinção e entre a coordenação entre as duas, entre elas utiliza o processo contencioso e o processo voluntário.
O processo civil voluntário tem, portanto, caráter preventivo, é a figura menos importante. Entretanto, é amplamente conhecido em muitos casos que se recorrem ao juiz para alguma permissão, autorização, convalidação de determinado ato com respeito aos quais é...
tracking img