Como montar uma empresa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Empresa Júnior nos cursos de Ciências Contábeis. Como fomentar essa idéia? | |
|[pic] |
|Resumo |
|Quero enfatizar neste artigo a necessidade de fomentação dasEmpresas Juniores nos Cursos de Ciências Contábeis e também |
|pontuar os motivos pelos quais acontecem insucessos na implantação e operacionalização dessas empresas. Importa considerar |
|que essas empresas são de suma importância para o aprendizado do egresso dos Cursos de Ciências Contábeis, pois verificamos |
|que as empresas de serviços contábeis não abrem muitas vagas paraestagiários, fazendo com que os alunos não tenham espaços |
|para desenvolver a ciência conhecida na faculdade. Verificamos em várias instituições que têm o Curso de Ciências Contábeis |
|que os alunos questionam muito o fato de, na instituição, ter a Empresa Junior de Administração e Economia e não ter a de |
|Contabilidade, sendo até esse questionamento desprezado pelos coordenadores dos cursospor verem o projeto inviável. Como |
|implantar a Empresa Júnior de Contabilidade? |
|Introdução |
|Quando aluno do Curso de Ciências Contábeis na PUC Campinas, nos idos de 1992, vi uma placa noCentro Acadêmico “Participem |
|da Assembléia da Empresa Júnior”. Fiquei interessado. Fui a tal assembléia e fiquei muito frustrado, pois se tratava na |
|ocasião da Empresa Júnior de Administração e até tinha uma Célula Contábil, mas não vi no projeto uma sustentação para que eu|
|e os meus colegas desenvolvêssemos uma atividade prática, dado o Foco da Empresa Junior em tela, que eraexclusivamente |
|ADMINISTRAÇÃO. |
|O desânimo foi grande, mas não tanto para eu desistir. Porém, não foi ventilado em nenhum momento pela direção da instituição|
|apoio ou coisa que o valha para o Curso de Ciências Contábeis, ficando o assunto encerrado. ||Após a minha contribuição à classe contábil brasileira, como conselheiro do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de |
|São Paulo, mandato 1998/2001, comecei a participar de eventos em instituições de Ensino no Estado de São Paulo e em outros |
|Estados e continuei a escutar a mesma pergunta, algumas vezes, de professores que pensavam em montar a Empresa Júnior, mas a |
|idéianunca avançou. |
|Entrei na vida acadêmica em 1996, ministrando aulas de Prática de Escritório na Fundação mantida pela minha Empresa de |
|Contabilidade e, em 1999, passei a ministrar aulas nos Cursos de Ciências Contábeis, na região de Campinas. Quando ingressei,|
|como professor, numafaculdade de Ciências Contábeis, me deparei novamente com o problema e, naquele momento, uma dificuldade|
|que eu mesmo criei, pois comecei a articular com os alunos a possibilidade de montarmos um escritório modelo. Digamos que |
|passei a minha frustração de estudante de contabilidade para os meus alunos, pois como eu, eles também viam as possibilidades|
|correrem água abaixo, devido àmonotonia de não vivenciarem a realidade, ficando tão somente em exemplos e ensaios |
|ilustrativos. |
|Sempre que visito uma instituição, questiono o coordenador do curso de Ciências Contábeis sobre a Empresa Júnior de |
|Contabilidade e a resposta é a mesma: Estamos...
tracking img