Caso gol

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6221 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Visão, Estratégia e Execução: O caso da GOL
1.Valentina Gomes Hansel Schmitt valentinaschmidt@gmail.com 2. Mauricio Fernandes Pereira mpereira@cse.ufsc.br

1. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC),CTGA – Florianópolis,SC, Brasil 2.Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC),CTGA - Florianópolis,SC, Brasil

RESUMO
O presente artigo tem por objetivo analisar o processo de elaboraçãode estratégias na empresa Gol transportes aéreos. No trabalho são apresentadas diferentes formas de aplicação dos elementos da administração estratégica, referenciados por autores e adotados pela empresa. Trata-se de um estudo de caso (BRUYNE, 1982), de natureza exploratória. Para a realização houve o levantamento bibliográfico relacionado à administração estratégica e num segundo momento, foirealizada a coleta de dados primários através das técnicas de observação, aplicação de entrevistas estruturada e entrevista não-estruturada. Após ocorreu a análise de conteúdo (BARDIN, 1994), visando desenvolver as inter-relações entre o conteúdo exposto pelos atores e o referencial teórico. Observou-se que sucesso da estratégia de gestão da GOL é resultado da concepção de diferenciados elementos,destacando-se a visão e o conceito de negócio, elementos amplamente difundidos permitindo que a empresa diferencie-se dos concorrentes, conferindo cultura própria e mostrando-se, de fato, como a causa básica do sucesso. O caso da GOL é um exemplo de execução da estratégia para a realização de uma visão. Palavras-chave: Administração estratégica, visão, tecnologia, comportamento do consumidor,.1. INTRODUÇÃO A gestão estratégica de negócios é resultante da concepção do composto de diferenciados elementos como visão, missão, valores, tecnologias e mercados consumidores. A visão é um elemento que proporciona às organizações a possibilidade de diferenciar-se dos concorrentes, conferindo cultura própria e podendo ser a causa básica do sucesso duradouro. É um novo ponto de vista para o mesmoproblema, uma forma diferente de ver o futuro do mercado e cria-lo. A visão depende, essencialmente, das forças tecnológicas e das preferências dos consumidores. Levitt salienta que, ao contrário do que versa a crença popular, não existem setores econômicos em crescimento, mas sim empresas organizadas e operadas para criar e capitalizar oportunidades de crescimento. Conhecer o consumidorproporciona subsídios para a tomada de decisões que conduzem à resultados sustentáveis a longo prazo e a possibilidade de diferenciar-se no mercado. Existe a possibilidade das empresas contribuir para o desenvolvimento econômico e reduzir o vão entre pobres e ricos simplesmente agindo em interesses próprio e buscando fazer negócios lucrativos. Basta observar mercados até então menosprezados. A mobilidade éfator de destaque. A elaboração de estratégias vislumbra que aspectos tão importantes quanto o aumento da receita são oportunidades de redução de custos. Cabe ao estrategista, portanto, repensar parâmetros típicos. Novas tecnologias geram inovações em modelos e redução de custos. Estudos revelam que a criatividade estratégica é especialmente importante em mercados em desenvolvimento, porém poucoaplicada nos processos de desenvolvimento de estratégias.

Aliada à criatividade o sucesso dos negócios se apóia em duas capacidades essenciais: a de compreender a realidade corretamente e a de executar um plano com base nessa percepção Após a compreensão da estratégia, o primeiro passo é a elaboração do plano operacional. A essência da execução bem-sucedida é a responsabilidade e a suadistribuição. Empresas voltadas para a execução são aquelas que possuem a liderança capaz de conduzir suas equipes ao atingimento dos objetivos definidos pela sua estratégia de negócio, por intermédio dos esforços conscientes de suas equipes. A franqueza em expectativas e desempenhos é essencial na formulação de estratégias. A estratégia é um organismo vivo, muito objetiva e direta (Welch, 2005). Um...
tracking img