Case casas bahia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5322 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

As Casas Bahia está presente no mercado brasileiro desde a década de 50 e vem crescendo cada vez mais, focando principalmente os brasileiros de menor renda, mas não esquecendo também das classes A e B que são atraídos pela grande variedade de produtos. Usa como estratégia a expansão do maior número de lojas possível no território nacional estando presente em oito estados. Temvários centros de distribuição no país para dar conta da promessa de entrega de mercadorias aos clientes no prazo de 48 horas, assim como, a facilidade de pagamento e taxas menores em relação aos concorrentes, que é possível graças ao seu capital próprio, mas ficam muito atentos a oscilação da taxa de desemprego que afeta diretamente na taxa de inadimplência da empresa,que afeta principalmente asclasses baixa e média da população.



Case: Casas Bahia “Dedicação total a você”


Tudo começou em 1952, quando Samuel Klein chegou a São Caetano do Sul, vindo da Europa. Ele aplicou seu capital inicial de 6 mil dólares na compra de uma casa, um cavalo, e uma charrete, sendo que estes últimos faziam parte da estratégia inicial de seu negócio: a venda de roupas de cama, mesa e banho de portaem porta. Essa “frota” inicial cresceu: hoje sua empresa tem mais de mil caminhões que fazem a distribuição e a entrega de produtos comercializados em sua rede de varejo do Brasil.

De janeiro a agosto de 2004, a Casas Bahia investiu 645 milhões de reais em anúncios. Sua campanha publicitária causa reações de agrado e desagrado com relação ao seu garoto propaganda, personagem que ficoufamoso pelo ritmo com que anunciava os produtos e pela repetição do slogan: “Quer pagar quanto?”. A questão é que a empresa pretendia atingir, no final de 2004, um faturamento da ordem de 8 bilhões de reais, 33,3% superior ao de 2003, e vinha se preparando para isso. Em dezembro de 2003, ela criou uma megaloja para vendas na época do Natal, faturando 1 milhão de reais por dia, e em dezembro de 2004repetiu a estratégia, esperando alcançar cifras maiores.

A Casas Bahia está presente no cotidiano de milhões de brasileiros, principalmente os de menor renda, que têm móveis e eletrodomésticos comprados na renda. Seus concorrentes são a Lojas Marabraz, o Ponto Frio e o Magazine Luiza. A empresa vende “de tudo,” brinquedos, eletrodomésticos, produtos de informática, móveis, artigos de confecção,tem cerca de 300 lojas em oito estados brasileiros, conta com uma carteira de 6 milhões de clientes ativos (10 milhões cadastrados), responde por 16 mil empregos e possui mais de mil fornecedores. A Casas Bahia vem mantendo um ritmo de crescimento mesmo com a queda de negócios no segmento de varejo. Ela tem investido na abertura de pontos comerciais, como o que foi inaugurado em dezembro de 2004em um tradicional ponto de comércio no centro de São Paulo (onde funcionava o Mappin). Para a adaptação do prédio ao seu negócio, investiu 1 milhão de reais.

Para dar conta da promessa de entrega de mercadorias aos clientes no prazo de 48 horas, a empresa mantém vários centros de distribuição no país. O de Jundiaí (São Paulo) é o maior deles, com uma área construída de 240 mil metrosquadrados, 420 docas e movimentação diária de 500 caminhões. Há cerca de 75 mil itens no estoque, cuja gestão é feita com o apoio de softwares licenciados.

Segundo a empresa, um dos fatores que explicam seu sucesso é o financiamento do crédito com capital próprio. Isso a torna competitiva com relação à concorrência e faz com que possa oferecer promoções consideradas agressivas em termos de preço ede prazo de pagamento. De fato, a política adotada para a cobrança de juros e o desenvolvimento de promoções coloca a Casas Bahia na posição de mais lembrada no segmento de eletrodomésticos e móveis.

Em 2003, para aumentar o negócio de venda de móveis, a rede diminuiu sua taxa percentual de juros em 1 ponto e ainda aumentou o prazo de financiamento de 15 para 18 meses. Para dar conta da...
tracking img