Case anti tabagismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1548 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES
DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO E TURISMO

Disciplina: Relações Públicas e Humanas
Professora: Andréa Carla
Período: 2010.2
Turma: Relações Públicas
CASE

Ticket faz sucesso com seu Programa Antitabagismo

Angelica Kernchen

No Brasil desde 1976, a Ticket é líder de mercado na área de refeição-convênio, com oTicket Restaurante. Com 33 anos no país, a empresa ampliou sua área de atuação lançando produtos como o Ticket Alimentação, Ticket Car e Ticket Transporte. Atualmente, a empresa atende cerca de 54 mil empresas-clientes e 5,3 milhões de usuários.

Com a aprovação da Lei Antifumo no Estado de São Paulo, muitas empresas tiveram que se adaptar às regras que proíbem fumo em ambientes públicosfechados. Porém, antecipando essa realidade, desde julho de 2008, a Ticket passou a oferecer a seus funcionários um Programa Antitabagismo, que disponibiliza recursos e tratamentos para que seus colaboradores deixem de ser dependentes da nicotina.

“É um programa que visa educar o colaborador, ajudando-o a ter um estilo de vida mais adequado. Nós temos aqui uma equipe multidisciplinar, formada de trêsmédicos, duas psicóloga, dois educadores físicos, uma nutricionista, uma fisioterapeuta e uma massoterapeuta e estão acessíveis para todo, mantendo sempre a confidencialidade. E a gente faz isso porque é bacana? Não somente. Claro que temos uma visão e foco no clima, na melhoria, na satisfação do funcionário. Mas por outro lado, a gente acredita firmemente que um colaborador saudável é maismotivado, tem melhor performance... Ou seja, o acionista também ganha”, diz Catarina Jacob, gerente de Benefícios e Proteção à Saúde.

Ainda segundo Catarina, apesar do programa não ser somente baseado na visão romântica da qualidade de vida, a Ticket conseguiu reduzir em aproximadamente 22% do custo de seu plano médico com iniciativas como esta.

O programa é composto por seis encontros e temduração total de dois meses. Durante esse período, acontecem palestras sobre tabagismo e suas consequências, avaliações individuais para medir a quantidade de monóxido de carbono encontrado no organismo e os números de cigarros consumidos por dia. Os médicos, então, recomendam o uso de adesivos de nicotina e a dosagem ideal.

A Lei Antifumo reforçou essa iniciativa da Ticket. “Nossa empresa nuncateve nenhuma restrição à contratação de funcionários fumantes, nem nada disso, mas temos o desejo de ajudar os colaboradores nessa questão, onde o benefício será em grande parte dele”, diz Catarina.

A receptividade dos funcionários em relação ao programa foi muito grande. No ano de 2008, 74 colaboradores aderiram ao Programa Antitabagismo. Neste ano, existem duas turmas em andamento com 16funcionários em tratamento e lista de espera para próximos grupos. A taxa de sucesso do programa, para a Ticket, é surpreendente. De todos aqueles que participaram até hoje, 63% deles deixaram de fumar.

O objetivo da empresa com a implantação desse programa foi proporcionar um ambiente corporativo mais saudável e produtivo, e a Ticket garante que essa iniciativa é resultado de uma série depolíticas que eles vêm implementando para contribuir com a qualidade de vida de seus colaboradores. “Tivemos grande sucesso nesse sentido. Acredito que as pessoas têm cada vez mais se conscientizado da questão do fumo. E na verdade, aqui estamos dando ferramentas para que elas mudem suas vidas. Acredito que esse é um grande papel da empresa, pois como passamos a maior parte do tempo aqui, é importanteque ofereçamos esses instrumentos”, conta Catarina.

As ações antitabagismo fazem parte do Viva Melhor, um programa de saúde implantado pela Ticket. Além de incentivar o uso consciente do plano médico, eles investiram na prevenção de doenças e no bem-estar de seus funcionários. E garantem que as iniciativas não devem parar por aí: “em breve faremos uma ação contra HPV. Temos, também, grupos de...
tracking img