Base cientifica do laser

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2964 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CCNo Brasil, a produção científica sobre o lazer emerge a partir da década de 1970 com o desenvolvimento de pesquisas e projetos específicos, muito embora, trabalhos anteriores, tenham importância significativa para a sistematização e compreensão do conhecimento na área. Em termos gerais, a literatura científica nacional foi influenciada por questões internacionais e, principalmente, pelapresença de J. Dumazedier em seminários internos promovidos pelo Serviço Social do Comércio (SESC) em São Paulo e em diversas localidades por outras instituições. Esse sociólogo francês veio várias vezes ao País no período de 1961 a 1963, a convite da Universidade de Brasília (UnB), do Movimento de Cultura Popular da cidade de Recife e das autoridades eclesiásticas de Pernambuco. Seguindo essa estruturahistórica, o presente artigo procura reconstituir a trajetória do lazer na literatura nacional, com o propósito de contribuir para uma nova abordagem compreensiva do fenômeno em questão. Têm-se, portanto, o registro das influências internacionais na produção local, o panorama geral dos embates entre as correntes “favoráveis” e “contrárias” aos estudos do lazer, a relação e participação do SESC emdiversas atividades, dentre outros fatos. Além dos escassos registros sobre a história da produção científica em lazer no Brasil, a organização geral do texto valeu-se de alguns depoimentos informais de pesquisadores sobre a temática. O conteúdo do texto é dividido em: estudos precursores e bases científicas do lazer, culminando, pois, com as considerações finais sobre o tema.
ESTUDOS PRECURSORESA bibliografia brasileira sobre lazer até a década de 1960 era escassa, com exceção, de trabalhos como os de Inezil Marinho (desenvolvia no Rio de Janeiro um curso de Fundamentos e Técnicas de Recreação em 1955 e publicou Educação física, recreação e jogos, em 1957), Arnaldo Sussekind (distribuiu um questionário sobre lazer entre o operariado e dirigiu o Serviço de Recreação Operária doMinistério do Trabalho) e Ethel Bauzer Medeiros (elaborou o projeto de recreação no aterro do Flamengo no Rio de Janeiro). A pouca produção literária pode ser compreendida considerando-se as características dos centros urbanos da época no Brasil:
Em nossas cidades, mesmo naquelas que já adquiriram características de grandes centros urbanos, quer pelo volume populacional, quer pelo desenvolvimento desua estrutura econômico, o problema de bem ocupar as horas de lazer ainda não ganhou a consciência dos estudiosos, nem a dos governantes. [...] Essa indiferença dos educadores, sociólogos, psicólogos, urbanistas, etc, pelo destino que os brasileiros dão ao seu tempo livre, deve-se em boa parte – acreditamos – à inexistência de grandes metrópoles e à ausência de várias características dassociedades de massas, próprias dos países altamente industrializados, onde as conotações culturais, econômicas e sociais do tempo de lazer são naturalmente ostensivas e gritantes. [...] Por outro lado, a natureza reflexa da nossa cultura deforma, em muitos casos, a visão dos brasileiros face aos fenômenos surgidos da realidade nacional. [...] Acontece, porém, que nos países padrões do sistema cultural emque nos inserimos, “tempo é dinheiro” e amar a vida no que ela tem de belo e desinteressado uma deformação ou um vício (FERREIRA, 1959).
Em 1959, José Acácio Ferreira realiza uma pesquisa empírica2 sobre os trabalhadores assalariados no município de Salvador (BA), que resultou no livro Lazer Operário. A obra é dividida em três partes principais: “importância e significado do lazer”; “lazer,industrialização e subdesenvolvimento” e “lazer operário”, com destaque final para a importância da participação mais ativa dos empregados nas atividades de lazer. Requixa (1977) ressalta a importância dessa obra, citando que o autor:
Insiste em que haverá para o indivíduo benefício de natureza pessoal, bem como uma importante contribuição à coletividade, pela forma compensatória do lazer, aliviando...
tracking img