Br foods

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2350 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Uberlândia













Trabalho de Economia
Industrial


















Docente: Humberto Martins

Discentes: Fernanda Azevedo
Natália Arduini
Vanessa de Deus





Trabalho de Economia Industrial



Objetivo

O objetivo do 3º Estudo dirigido é analisar ocrescimento e diversificação da empresa escolhida, BR FOODS, bem como seu processo de inovação tecnológica no âmbito da concorrência e como isso afeta o mercado. As análises são baseadas de acordo com o que foi estudado.


Histórico da BRF


Criada a partir da união de Perdigão e Sadia, a BRF é uma das maiores empresas de alimentos do mundo. Atua nos segmentos de carnes de aves,suínos e bovinos, industrializados de carnes, margarinas, massas, pizzas e vegetais congelados, além de ser uma das principais captadoras de leite e processadoras de lácteos do País. Opera 61 unidades no Brasil, cinco na Argentina, duas na Europa (Plusfood) e, até o final de 2012, deverá inaugurar uma unidade de processados no Oriente Médio. Sua estrutura operacional é reforçada por 42 centros dedistribuição de produtos refrigerados e congelados, que atingem 98% do território nacional e consumidores em 140 países. Mantém, ainda, 19 escritórios comerciais no mercado externo e abrange uma carteira de clientes nos cinco continentes.
A BRF recebeu a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em 13 de julho de 2011. O negócio ficou condicionado ao cumprimento de um Termode Compromisso de Desempenho (TCD) para a venda de um conjunto de ativos composto por dez fábricas de alimentos processados e quatro de rações, dois abatedouros de suínos e dois de aves, 12 granjas de matrizes de frangos, dois incubatórios de aves e oito centros de distribuição.
O termo estabelece ainda a alienação das marcas Rezende, Wilson, Texas, Tekitos, Patitas, Escolha Saudável, LightElegant, Fiesta, Freski, Confiança, Doriana e Delicata. Adicionalmente,a BRF comprometeu-se a suspender temporariamente as marcas Perdigão e Batavo em algumas categorias de produtos. Baseada em uma análise sobre os resultados divulgados de 2010, a alienação de ativos e marcas acordada com o Cade resulta em receitas de R$ 1,7 bilhão, com volumes relativos a 456 mil toneladas de produtos in natura,elaborados e processados, comemorativos e margarinas. Já as suspensões de categoria das marcas Perdigão e Sadia equivalem a receitas de R$ 1,2 bilhão.
Em dezembro de 2011, esses ativos foram negociados com a empresa Marfrig, sendo o contrato de permuta de ativos firmado em 20 de março de 2012. Em troca, a BRF receberá a totalidade da participação acionária detida na Quickfood S.A. (que seráreestruturada para adequar ao acordo firmado), sediada na Argentina, equivalente a 90,05% do capital social, e o pagamento adicional da importância de R$ 350 milhões.








Histórico de cada empresa

Antes da união entre Sadia e Perdigão, que ocorreu a fusão dessas empresas, cada uma delas tinha sua fatia no mercado.
A SADIA: Fundada em 1944 por Attilio Fontana, cresceue tornou-se referência de excelência na indústria de alimentos. Esse sucesso se deve à constante preocupação com a qualidade e ao empenho em desenvolver sempre novos produtos. Hoje o seu portfólio conta com mais de 650 itens, que são distribuídos para mais de 300.000 pontos de venda em todo o Brasil.
Esse é um sucesso que não se limita às fronteiras brasileiras. A Sadia é uma das maioresempresas de alimentos da América Latina e uma das principais exportadoras do país, distribuindo mais de mil produtos para mais de 100 países.
A PERDIGÂO: tem sua trajetória associada à própria história do setor alimentício no país. Nos primeiros anos da década de 30, no meio-oeste de Santa Catarina, descendentes de duas famílias de imigrantes italianos - os Ponzoni (liderados por Ângelo) e os...
tracking img