Bovino de corte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6581 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECONCÂVO DA BAHIA
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS
DISCIPLINA CET – CONSTRUÇÕES RURAIS

APOSTILA SOBRE BOVINO DE CORTE¹



INTRODUÇÃO

A cadeia produtiva do leite é uma das mais importantes do complexo agroindustrial brasileiro. Movimenta anualmente cerca de US$10 bilhões, emprega 3 milhões de pessoas, das quais acima de 1 milhão são produtores, eproduz aproximadamente 20 bilhões de litros de leite por ano, provenientes de um dos maiores rebanhos do mundo, com grande potencial para abastecer o mercado interno e exportar. Entre 1990 e 2000, a produção nacional de leite cresceu 37%, enquanto na Região Centro-Oeste o crescimento foi de 81% e, no Estado de Goiás, 105%. A Região Centro-Oeste abriga 35% do rebanho bovino nacional, com uma dasprincipais concentrações de indústrias de laticínios do  País.
Com uma área de 201,7 milhões de hectares, a Região dos Cerrados, que se confunde, na maioria das vezes, com a Região Centro-Oeste, corresponde a 24,4% da superfície do território nacional, dos quais se estima que 50% são adequados à produção de grãos, embora quase toda a região, pelas condições climáticas, topográficas e edáficas,seja propícia à pecuária. Da área total dos Cerrados, 20,8% estão ocupados com pastagens cultivadas e 37,2% com pastagens naturais. Os Estados com as maiores áreas ocupadas com cerrado são: Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Rondônia, Maranhão e Piauí.
Se na produção agrícola a participação do Cerrado é importante, ela é ainda maior na pecuária, abrigando 35% dorebanho bovino nacional. Para a pecuária de leite, além do grande potencial produtivo, as principais indústrias de laticínios do País têm unidades nesta região, garantindo o processamento e escoamento da produção. A maioria das indústrias de laticínios instalada nos Cerrados opera com capacidade ociosa. Isto significa que as indústrias estão apostando na possibilidade de aumentar ainda mais aprodução de leite nessa região. Em grande parte, a explicação para o crescimento da produção de leite da Região Centro-Oeste está na sua crescente produção agrícola.
Existe uma preocupação, na comunidade científica, sobre a sustentabilidade dos sistemas de produção nessa região. A atividade leiteira regional tem evoluído de um modelo tradicional de produção para outro mais competitivo, exigindo dasinstituições de Pesquisa e Desenvolvimento, agências de fomento e de assistência técnica e extensão rural soluções mais ágeis para se obter aumentos da  produção e custos decrescentes e em bases sustentáveis.
Foi com esta preocupação e devido à importância da Região dos Cerrados para  a bovinocultura leiteira brasileira que a Embrapa Gado de Leite, em parceria institucional com outras 19entidades, inaugurou em 16 de fevereiro de 2001o Núcleo Centro-Oeste de Apoio à Pesquisa e Transferência de Tecnologia e implantou um sistema físico de produção de leite a pasto em uma área de 34 ha da Embrapa Arroz e Feijão, localizada na Fazenda Capivara no Município de Santo Antônio de Goiás, a aproximadamente 25 km do centro da cidade de Goiânia, GO.
Nas páginas seguintes deste documento o leitor teráoportunidade de conhecer os detalhes do sistema de produção de leite a pasto implantado e em pleno funcionamento, em termos de: descrição física, importância econômica, aspectos agro e zooecológicos, raças, infra-estrutura, plantas de instalações, manejos reprodutivo, sanitário e de alimentação, mercado e comercialização e coeficientes técnicos.

LOCALIZAÇÃO

A construção das instalações paraexploração do gado leiteiro depende de vários fatores, tais como tipo de manejo do gado, tamanho da exploração, além das características do clima, do solo e da topografia. Para construção desse tipo de instalação, o local ideal deve ser bem drenado, exposto aos raios solares, o que facilita a secagem e diminui a proliferação de organismos patogênicos. O estábulo não deve ser atravessado por...
tracking img