Infraero

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1293 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Infraero, é inserida no contexto global como um dos componentes do sistema de transporte de cargas, passa a atender o aeroporto como um sistema, um corredor de passagem, por onde transitam não só passageiros, mas também, cargas.
Além de administrar 66 Aeroportos, 69 Grupamentos de Navegação Aérea e 51 Unidades Técnicas de Aeronavegação, a Infraero possui em sua estrutura uma Rede de 34Terminais de Logística de Carga – Rede Teca, espalhados por todo território nacional. Neles são prestados os serviços de armazenagem e capatazia (movimentação) da carga importada, a ser exportada, nacional (movimentada dentro do País) e expressa (courier), sendo que, dos 34 Tecas da Rede, 30 operam com importação; 25, com exportação; 17 com Carga Nacional; e 4 com Courier.
Como importante elo da cadeialogística, a Infraero exerce o papel de Fiel Depositária da Receita Federal, zelando pela custódia das cargas até o ato de sua entrega ao importador ou companhia aérea, no caso das exportações
Para controle das cargas, a Infraero Cargo utiliza o Sistema TecaPlus, desenvolvido para gerenciar o curso da logística da carga dentro dos Terminais. Os volumes armazenados nesse sistema recebem uma etiquetaadesiva contendo código de barras onde constam suas principais informações. Essa ferramenta tem como objetivo a automação e a atualização do endereçamento das cargas, tornando o processo de movimentação e localização muito mais ágil.
Os profissionais, munidos dos leitores óticos, "varrem" as cargas de um determinado setor, e "descarregam" essas informações no Sistema TecaPlus onde, então, alocalização física das cargas é mapeada. Este sistema reduz o tempo de espera para recebimento da carga e elimina a possibilidade de perda de mercadorias dentro dos terminais.
Para garantir total segurança à carga, os Tecas são providos de sistemas de controle de acesso das pessoas e veículos. Os Terminais são equipados com Circuito Fechado de TV – CFTV, com monitoramento 24 horas por dia, vigilânciaarmada, raios-X e pórticos detectores de metais.
Atentos ao crescimento da economia do País e seus impactos nas exportações e importações, a Infraero mantém um extenso e contínuo Plano de Investimentos em toda sua rede de Terminais de Logística de Carga, de forma que, para o período 2011-2015, a Empresa investirá R$ 708,6 milhões a serem utilizados na construção de novos Terminais ModularesEstruturados, na aquisição de novos equipamentos, reforma, ampliação, adequação e modernização de seus complexos logísticos.
Pelo menos 1,26 milhão de toneladas dos mais variados tipos de carga devem voar pelo céu do Brasil neste ano. De acordo com projeções da Infraero, a demanda pelo transporte aéreo de produtos deve crescer quase três vezes até 2017, alcançando 3,4 milhões de toneladas. Para dar contadesse incremento, o plano de investimentos para os próximos quatro anos prevê R$ 300 milhões até 2015 na melhoria das condições de logística de carga aérea.
Mesmo assim, a estatal reconhece que o maior uso do modal é um desafio. Com exceção de 2009, os últimos cinco anos demonstraram crescimento médio em torno de 9,7% na movimentação de carga aérea.
A Infraero administra no País 34 Terminais deLogística de Carga - Rede Teca, mas a maior parte da demanda - 79% - se concentra apenas em quatro aeroportos: Guarulhos (32,2%), Viracopos (23,4%), Manaus (15,6%) e Galeão (7,9%). Em todos eles, há pressão por investimentos para atender à demanda crescente. No primeiro trimestre do ano foram transportadas 259.619 toneladas por via aérea e a projeção da Infraero é fechar 2012 com o total de 1,26milhão de toneladas.
Falta de desenvolvimento os aeroportos das capitais gaúcha e paranaense são exemplos de dois terminais com demanda pelo transporte aéreo, mas que não podem se desenvolver por falta de condições operacionais. “Curitiba e Porto Alegre precisariam urgentemente de prolongamento de pista para receber os aviões cargueiros, assim como os dois aeroportos têm problemas com neblina...
tracking img