Bolsa de valores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6198 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO OSASCO – FIEO

4( A – ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

Trabalho Sobre:

BOLSA DE VALORES

,

Osasco, 03 de Maio 2010.
Professor: Aristides

BOLSAS DE VALORES

INTRODUÇÃO

As Bolsas de Valores, sãoassociações civis, sem fins lucrativos, que reinvestem seus lucros no desenvolvimento da estrutura do mercado, através de projetos que venham contribuir para o crescimento e consolidação do Mercado de Ações.

As instituições sócias das Bolsas de Valores são as Sociedades Corretoras de Valores. Atualmente existem no mercado aproximadamente 261 Sociedades Corretoras de Valores. Na Bolsa de Valores do Rio deJaneiro, são 77 corretoras membros e na Bolsa de Valores de São Paulo, também 77 corretoras membros. As 107 corretoras restantes são filiadas às demais Bolsas de Valores.

Se uma pessoa física ou jurídica desejar comprar uma Sociedade Corretora, o primeiro passo será adquirir um Título Patrimonial de emissão da Bolsa, ou de uma das sociedades corretoras que esteja disposta a vendê-lo.

Avenda do título é feita através de leilão público e o possível comprador ou compradores, deverão apresentar suas intenções de compra, a viva-voz, em público pregão, em dia e horário a ser estabelecido pela Bolsa em um edital veiculado com a devida antecedência em jornal de grande circulação.

ORIGENS

A origem das Bolsas de Valores é bastante remota. Alguns escritores a localizam nos emporium dosgregos, outros nos collegium mercatorum dos romanos, ou nos funduks (bazares) dos palestinos.

Não há uma definição histórica clara sobre isto. Sabe-se apenas que elas surgiram, em época distantes, com atribuições que não as vinculavam especificamente a valores mobiliários. Mas, o comportamento dos mercadores sintetizava o procedimento comercial que daria vida às Bolsas: a negociação de vivavoz, superando barreiras geográficas, lingüísticas e ideológica.

Durante toda a Idade Média e até o século XVII, as operações de Bolsas resumiram-se à compra e venda de moedas, letras de câmbio e metais preciosos.

A palavra Bolsa, no seu sentido comercial e financeiro, nasceu em Bruges, cidade lacustre da Bélgica, capital da Flandres, pertencente à Liga Hanseática, onde se realizavamassembléias de comerciantes na casa de um senhor chamado Van der Burse, em cuja fachada havia um escudo com três bolsas, brasão d’armas do proprietário. Joseph de La Veja, o primeiro narrador a contar a história das Bolsas em 1688, conta que a Bolsa “é uma pequena praça rodeada de pilares, e chamasse assim já por encerrarem-se nela os mercadores como em uma Bolsa, já pelas diligências que cada um faz de aíencher a sua”...

A Bourse de Paris foi implantada por Luís VII em 1141, sendo regulamentada em 1304. Os agents de change, todavia, preferiam reunir-se na Pont-aux-Changes sobre o Sena. Napoleão I fixou-a depois num prédio suntuoso, onde permanece até hoje. Aí se organizou a corbeille, espaço circular onde os corretores apregoavam os negócios.

Em 1698 foi fundada a Bolsa de Fundos Públicos deLondres, de acesso vedado ao público em geral, orientada por um delegado, e com associados brokers (corretores intermediários) e jobbers ( que negociavam por conta própria). Pouco tempo antes, os ingleses haviam instalado o Banco da Inglaterra, enquanto Sir Isaac Newton, administrando a Casa da Moeda, fixava para sempre o padrão de purificação de ouro e cunhagem de moedas de ouro.

Esses fatoscriavam, por assim dizer, o primeiro sistema financeiro integrado do mundo moderno. Embora as operações com valores já estivessem legalizadas, o enorme crescimento das negociações naquele ano exigiu a organização da Bolsa em caráter oficial.

Mas, só no Século XVIII estas instituições atingiram grande desenvolvimento, quando as exigências de crédito público obrigaram os banqueiros a...
tracking img