Bexiga neurogenica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (694 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Bexiga Hiperativa e Neurogênica
Anatomia da Bexiga
Bexiga Hiperativa
Fisiopatologia
Causas da Bexiga Hiperativa
Diagnóstico
Tratamentos
Tratamento Fisioterapêutico
1. Eletroestimulação2. Os exercícios perineais também têm sido indicados.
3. Fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico, ativo ou com auxilio dos estímulos dos cones.
4. Cinesioterapia, ginásticahipogressiva.
Indicações e Contra-indicações
1. Indicações:
2. Reforço da propriocepção pélvica.
3. Fortalecer musculatura do assoalho pélvico.
4. Ingerir bastante água.
Bexiga NeurogênicaNa maioria das vezes são originadas por lesões na medula. O controle medular da micção ocorre na região de S2 e S4, e é alojado nos corpos vertebrais de T12 a L1.
1. Na maioria das vezes sãooriginadas por lesões na medula. O controle medular da micção ocorre na região de S2 e S4, e é alojado nos corpos vertebrais de T12 a L1.
2. Esse tipo de distúrbio cerca de ate 20% da populaçãoBrasileira.
3. No passado 70% dos pacientes morriam por complicações urologicas. Hoje em dia dispõe de muitos recursos de tratamento e medicamentos para suprir ou facilitar a função da bexiga.
Causasda Bexiga Neurogênica
1. Propriedade de acomodação e relaxamento- Perda de elasticidade do epitélio da bexiga;
2. Propriedade de estabilidade- perda de urina sem percepção do paciente;
3.Lesões medulares;
4. Lesões nos nervos que se
dirigem à bexiga e esfíncter.
1. Acidente vascular cerebral;
2. Esclerose multipla;
3. Diabetes
Diagnóstico
1. Inicia- se com umaavaliação clinica, essencial para investigação médica em relação aos distúrbios neurogênicos. É necessário caracterizar: sintomas miccionais, estado geral de saúde do paciente, saúde mental, examefísico. A partir dessa avaliação é possível realizar o diagnóstico, e direcionamento dos exames complementares.
Classificações da Bexiga Neurogênica
1. BEXIGA NEUROGÊNICA NÃO INIBIDA: conhecida por...
tracking img