Autoestima e cidadania

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1414 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ELETROSUL Centrais Elétricas S.A.

APRESENTAÇÃO DE PROJETO SOCIAL
1 - NOME DO PROJETO

"Clube de Mães Indígenas Tarsila do Amaral: autoestima e cidadania para a comunidade indígena
urbana”
2 - APRESENTAÇÃO

O Clube de Mães Indígenas Tarsila do Amaral, atualmente, trabalha unicamente com o
reaproveitamento de retalhos para a elaboração de tapetes, cortinas, sacolas e pequenos
enfeites,visa-se incrementar esta linha de ecoprodutos, com oficinas de fibra do buriti e
sementes do cerrado (biojóias). O Clube abarca 30 mães indígenas e descendentes, onde cada
família possuem em média 03 filhos, portanto, necessitando com urgência de projetos de
geração de renda, pois, possibilitam com isso, o aumento da renda de cada família,
influenciando também, na elevação da autoestima,ocupação do tempo com atividades produtivas
e incetivando as mesmas na prática do empreendedorismo. O projeto tem como objetivo trabalhar
com comunidade indígena moradora da periferia da cidade de Campo Grande/MS, com a Educação
Ambiental e, com intuito de conscientização ecológica visando a cidadania, incentivando-as a
produzir renda a partir da elaboração de objetos decorativos e utilitários,chamados de
“Ecoprodutos PratiquEcologia”, tendo como matéria-prima a fibra do buriti, sementes do
cerrado e reaproveitamento de retalhos, possibilitando com isso e como já citado, a criação
de utensílios domésticos e produtos diversos, como sacolas, abanos, tapetes e outros. O Clube
está localizado a rua Ana Pimentel, nº 83, bairro Tarsila do Amaral e, salienta-se que o
asfalto e boa parte dosaneamento como água e esgoto está chegando recentemente ao bairro. O
projeto objetiva aumentar a demanda dos ecoprodutos através de e-commerce, pontos de vendas,
feiras, etc. possibilitando com isso, o aumento da renda do Clube de Mães.

3 - JUSTIFICATIVA

A ONG PratiquEcologia através de seus projetos comunitários constatou que a população
indígena residente na periferia das cidades vivemem situação precária, sem emprego ou
ocupação decente, no caso específico do Clube de Mães Indígenas Tarsila do Amaral, priorizase a geração de renda, pois, até agora, apenas os tapetes e as sacolas são produzidas
(reaproveitamento de retalhos). São 30 mães com média de 03 filhos por família, portanto, é
necessidade urgente a ampliação da quantidade e tipos de produtos elaborados pelo Clube deMães.Vale ressaltar dentro deste contexto que necessita-se de máquinas de costura e
ferramentas, tipo pequenas furadeiras, overlock e semi-galoneira para justamente, ampliar e
diversificar a quantidades de produtos, produzindo mais e com melhor qualidade os tapetes,
abanos, sacolas e, com estas máquinas e ferramentas, iniciar a fabricação de biojóias com as
sementes do cerrado e da fibra doburiti. Finalizando, o Cerrado constitui-se em uma
importante fonte de PFNM (produtos florestais não madereiros) como alimentos, remédios,
matéria prima para artesanatos e renda para diversas populações do bioma e cujo potencial é
ainda quase completamente subutilizado.O Clube de Mães Indígenas Tarsila do Amaral, necessita
melhorar planejamento estratégico parar gerar renda e estruturar de formamais profissional a
comercialização dos produtos.Este projeto visa transformar sonhos em realidade.
4 - OBJETIVO GERAL

1) Geração de renda;
2) Conscientização ecológica;
3) Empreendedorismo.

MOD. ELETROSUL - EVT-2783 (INF.) F.1

5 - OBJETIVOS ESPECÍFICOS

1) geração de trabalho e renda através de oficinas de folhas do buriti, sementes do cerrado e
reaproveitamento de retalhostendo como base temas indígenas;
2) Educação Ambiental com o público-alvo: indígenas e descendentes que moram em bairros
periféricos da cidade de Campo Grande/MS, mais especificamente, o Clube de Mães Indígenas do
bairro Tarsila do Amaral.

6 - METODOLOGIA UTILIZADA

A metodologia dos 3R’s (reduzir, reutilizar e reciclar) será o tema central da abordagem de
Educação Ambiental. Serão feitas...
tracking img