Pesquisas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 44 (10972 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Estadual Prof. Humberto Victorazzo



Alessandra de Almeida

Aline Cristina de Jesus

Daiana

Dayse Camargo

Haslhey Loiola

Jacqueline Rodrigues

Suzemá Vicente





SEMINÁRIO

REALISMO, NATURALISMO E SIMBOLISMO

(PORTUGAL - BRASIL)

























ARAÇARIGUMA-AGOSTO DE 2011

Alessandra de Almeida

Aline Cristina

DaianaDayse Camargo

Haslhey Loiola

Jacqueline Rodrigues

Suzemá Vicente

































ARAÇARIGUAMA- AGOSTO DE 2011









REALISMO



O Realismo surgiu primeiramente na França e foi o encontro de fatores políticos e teóricos no começo da segunda metade do século XIX.

O grande fator político que alimentou a mudança culturaldo romantismo para o realismo foi a Primavera dos Povos, 1848, movimento revolucionário originalmente apoiado pelo romantismo. Mesmo significando o fim do absolutismo francês, o governo de Lamartine que era um escritor e poeta romântico, causou grande insatisfação já em seu terceiro mês no poder. O que seguiu foi uma greve geral que foi fortemente reprimida pelo exército. Essa repressão brutalfoi apoiada pelos românticos.

Em fim, com a decepção com os românticos que, uma vez no poder, apoiaram mais a burguesia do que o povo, foi inaugurada uma nova linha cultural: o realismo.

Enquanto desenrolavam-se as consequências da Primavera dos Povos, 2 filosofias antirromânticas ganharam adeptos. Em primeiro lugar, o positivismo de Augusto Comte *incitou a valorização da lógica e da ciênciae dos fatos observáveis. Seguia então uma atitude objetiva que foi adotada por vários grupos, inclusive as forças armadas brasileiras.

A segunda filosofia teve mais impacto na literatura: o pessimismo radical de Schopenhauer. Para o filósofo sempre existia a certeza de que viver é sofrer. A humanidade no entanto cria ilusões para esconder a dor dessa realização como o amor, a amizade, otrabalho, a família, o sexo e a religião. Sua filosofia influenciou Machado de Assis e Eça de Queirós.



CARACTERÍSTICAS DO REALISMO

Características do Realismo

Veracidade: despreza a imaginação romântica.

Contemporaneidade: descreve a realidade, fala sobre o que está acontecendo de verdade.

Retrato fiel das personagens: caráter, aspectos negativos da natureza humana.

Gosto pelosdetalhes: lentidão na narrativa.

Materialismo do amor: a mulher objeto de prazer/adultério.

Denúncia das injustiças sociais: mostra para todos a realidade dos fatos.

Determinismo e relação entre causa e efeito: o realista procurava uma explicação lógica para as atitudes das personagens, considerando a soma de fatores que justificasse suas ações. Na literatura naturalista, dava-se ênfase aoinstinto, ao meio ambiente e à hereditariedade como forças determinantes do comportamento dos indivíduos.

Linguagem próxima à realidade: simples, natural, clara e equilibrada.

O Realismo nas artes

O Realismo fundou uma Escola artística que surge no século XIX em reação ao Romantismo e se desenvolveu baseada na observação da realidade, na razão e na ciência.

Como movimento artístico,surgiu na França, e sua influência se estendeu a numerosos países. Esta corrente aparece no momento em que ocorrem as primeiras lutas sociais contra o socialismo progressivamente mais dominador, ao mesmo tempo em que há um crescente respeito pelo fato empiricamente averiguado, pelas ciências exatas e experimentais e pelo progresso técnico. Das influências intelectuais que mais ajudaram no sucesso doRealismo denota-se a reação contra as excentricidades românticas e contra as suas idealizações da paixão amorosa. A passagem do Romantismo para o Realismo corresponde uma mudança do belo e ideal para o real e objetivo.

O Realismo na literatura

Motivados pelas teorias científicas e filosóficas da época, os escritores realistas desejavam retratar o homem e a sociedade em sua totalidade. Não...
tracking img