Artigo comparativo figuras de linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (496 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Em uma leitura sistemática analisando figuras de linguagem queremos destacar neste trabalho os elementos que constituíram as narrativas, “A Dor do Não”, de Larcordaire Vieira e “ As estações daPrimavera” de Jorge Amado, as estratégias que o escritores aplicaram no texto para conseguir um efeito determinado na interpretação do leitor.
A narrativa de Larcodaire vieira caminha em movimentosacelerados por todo lado com a intensidade as vezes apresentadas em retomadas em anáforas, enquanto a perna do personagem dói o poema percorre com mais lentidão, percebe-se na narrativa esse constantemovimento apresentado a diversas direções. “Dor no não” é caracterizado com elementos sintáticos seguido de certa organização das sentenças, apresentando na narrativa a cacofonia mostrando o grau deinstrução do pesrsonagem. O personagem metaforicamente recebe o nome de ‘’Bonfin’’, apresentando Antítese pode ser trata de uma expressão contrária do que está acontecendo, a narrativa de Larcodarireapresenta uma freqüência do negativo, essa força e tão presente que dá mais agilidade aos movimentos, apresentando ao decorrer do conto pelo menos 176 vezes a palavra “ não”. A aceleração também podeser notada na narrativa através das orações coordenadas assindéticas.
No texto de Jorge Amado podemos acompanhar um movimento linear o tempo todo com a mesma freqüência apresentando o tempo todoprosopopéias, por se trata de uma narrativa atribuída a entes inanimados, irracionais, de qualidades, ações e características humanas. ‘’A estação da primavera’’, é escrita com elementos semânticos .Epossível dizer que o a narrativa de Jorge Armado trata, metaforicamente, as diversas relações sócio- cultural existentes nos nomes dos personagens carregam certos aspectos da realidade neles presentes. Anarrativa começa com certa lentidão, talvez seja pela chegada da primavera apresentando eufemismo ao tratar o gato aparentemente mau como um “gato de meia-idade, já distante da primeira juventude”....
tracking img