Arte e criatividade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1802 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Anhanguera – UNIDERP
Centro de Educação a Distância

Curso: Pedagogia 6° período
Disciplina: Arte, Criatividade e Recreação

ACADEMICAS: Aneilze Regina Silva R.A: 282474
Conceição de Maria Reis Cavalcante R.A: 271786
Elda Maria dos Santos Weba de Abreu R.A: 278869Lucélia de Jesus Rodrigues Amorim R.A: 270099
Lucilene Ferreira Ribeiro R.A: 274657
Stela Maria Batista Nassar R.A: 279426



Professor (a) EAD: Prof° Ma. Adriana Rodrigues da Silva

São Luís - MA
14/09/2012

Memórias Escolares dasAcadêmicas

Aneilze – Quando iniciei minha jornada escolar foi um acontecimento histórico, por que ? Porque sempre gostei de estudar e frequentar uma escola era um sonho, já que sou a caçula da família morria de inveja dos meus irmãos que já frequentavam a mesma. Apesar de ter sido matriculada em um colégio religioso “Caperucita Rosa Remédios” São Luís – MA, as professoras exploravam bastanteso talento artístico de cada aluno. E para mim se tornou fácil, visto que sempre tive habilidades para pintura, desenhos, esculturas. Algumas vezes as orientadoras deixavam que os alunos fizessem suas artes, outrora as mesmas já determinavam o que deveríamos fazer. E quando se tratava de datas comemorativas, tínhamos que pintar figuras já prontas. Outras atividades como: colar bolinhas de papelcrepom na folha de papel sem pauta, colorir a folha com varias cores de tinta guache, mas não lembro das orientadoras, ou seja, professoras de mencionarem biografia e obras de artistas famosos ou no anonimato.

Conceição –
Minhas lembranças em relação a trabalhos voltados para a arte são poucas, apenas pinturas, colagens. Vivenciei um modelo tradicional onde as habilidades artísticas dosalunos quase não era valorizada.
Elda – O modelo educativo voltado para arte e vivenciado por mim pouco favoreceu o desenvolvimento da expressividade e da criatividade dificultando então a leitura e a representação com o mundo. A grande dificuldade que encontro, hoje, em expressar-me e criar creio,em parte, está relacionado a este modelo de educação. Modelo baseado a uma abordagem inatista queconsidera que a criança tem capacidade inata para produzir a arte, ou seja, ela já nasce com esse domínio independe de qualquer intervenção é um dom de Deus. Cresci ouvindo isso em casa, igreja e de forma indireta na escola. As lembranças que tenho em relação a arte são muito poucas apenas pinturas e um pouco de teatro. Na verdade pouco me foi oportunizado o conhecimento sobre a própria arte seuconceito e para que serve impossibilitando o desenvolvimento do imaginário. Lembrando que meus anos no ensino fundamental séries iniciais se deram no final da década de oitenta e início da de noventa.
Lucélia –– Ao recordar as minhas aulas de educação artística no jardim de infância lembro que as professoras usavam caderno de desenho onde elas indicavam o que deveria desenhar, quais as cores quedeveria pintar esses desenhos, também hoje percebo que essas aulas de nada contribuiu para o meu desenvolvimento nas percepções de analise de pintura, o desejo de visitar galerias, assistir peças teatrais e de ter uma leitura constante na minha trajetória escolar pois não recebi estímulos para que esses desenvolvimento ocorresse.

Lucilene – A minha trajetória escolar na matéria de Arte e Recreaçãofoi desenvolvida a partir de quando ingressei no jardim de infância onde todas as atividades eram de pinturas em desenhos que já vinham em uma folha de papel ou desenhava em caderno apropriados, mas tudo indicado pela professora, pois já vinha determinado até as cores que poderia usar ou trabalhava as datas comemorativas onde recortávamos jornais e revistas referente ao tema. O trabalho...
tracking img