Argh

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2229 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Colégio Paulo Leminski

ESPÉCIES EXÓTICAS

2011
Carla Andressa Zampiri nº 04
Letícia Chayane de Souza nº 13

Este trabalho se refere a espécies
exóticas, da matéria de Educação
Ambiental do professor Diogo do 1ºE
curso MAS.Curitiba 2011

Sumário

Introdução..........................................................................................................02
Desenvolvimento...............................................................................................05
Aspectos Ambientais.........................................................................................05
AspectosEconômicos........................................................................................05
Aspectos a Saúde Humana...............................................................................08
Conclusão..........................................................................................................10Referência..........................................................................................................11

INTRODUÇÃO
Conceitos e definições
A movimentação de espécies é um dos fenômenos que determina a história da vida na Terra. Cavalos, mastodontes e bisões vieram da Sibéria para a América através do estreito de Bering, provavelmente seguindo a mesma rota utilizada por nossos ancestrais humanos. Da mesma forma, as Américas do Norte e do Sul intercambiaram conjuntosinteiros de espécies nos sucessivos afloramentos e afundamentos do istmo do Panamá. Deste modo, a distribuição de espécies em um dado período da história resulta de um equilíbrio entre migrações e extinções.
Nos últimos dois séculos, uma força sem precedentes tem mudado de forma definitiva a distribuição de espécies no planeta. Nesta nova dinâmica biogeográfica, os seres humanos desempenham o papelprincipal. Ao longo de sua história, a humanidade tem transportado milhares de espécies para fora de suas regiões de ocorrência natural. Muitos animais e plantas foram e são movidos propositalmente, com intenção de assegurar segurança alimentar, disponibilidade de combustível e materiais de construção ou atender necessidades associadas a diferentes atividades humanas. Outras espécies, todavia,viajam despercebidas em carregamentos de sementes ou madeira, ou na água de lastro de navios. Freqüentemente também, a introdução de espécies exóticas é promovida por projetos econômicos baseados em argumentos técnicos e questionáveis, que prometem grandes retornos, mas não consideram, ou evitam apontar, os riscos potênciais da introdução em relação a outros valores, culturais, econômico e ambientais.Espécies exóticas invasoras invadem e afetam a biota nativa de, praticamente, todos os tipos de ecossistemas da Terra. Ocorrem em todos os grandes grupos taxonômicos, incluindo os vírus, fungos, algas, briófitas, pteridófitas, plantas superiores, invertebrados, peixes, anfíbios, répteis, pássaros e mamíferos.
A crescente movimentação de espécies para fora dos seus ambientes naturais levou aosurgimento de um conjunto de termos utilizados para definir as diferentes variantes deste fenômeno provocado pela ação humana.
Assim, exótica ou introduzida é qualquer espécie proveniente de um ambiente ou de uma região diferente. Algumas vezes esta definição coincide com fronteiras políticas de um país e neste caso uma espécie é considerada exótica se trazida do exterior. Este conceito é adequadopara o estabelecimento de políticas e regulamentação, mas comporta restrições importantes do ponto de vista do manejo de invasões biológicas, porque a movimentação de espécies dentro de um país pode constituir um problema tão sério quando a importação de novas espécies.
Assim, o tucunaré (Cichla ocellaris), trasladado da bacia Amazônia para o rio Paraná, no sul do Brasil, transformou-se em...
tracking img