Anti projeto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1107 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB
DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO – CAMPUS II ALAGOINHAS







RELAÇÕES INTERPESSOAIS PROFESSOR – ALUNO


















RELAÇÕES INTERPESSOAIS PROFESSOR – ALUNO



Trabalho submetido à profª Priscila Cerqueira como requisito parcial exigido para a aprovação na disciplina Estágio SupervisionadoV, no 5º semestre do Curso de Pedagogia da Universidade do Estado da Bahia.


Orientadora: Profª. Mestra Priscila L. de C. Cerqueira







RELAÇÕES INTERPESSOAIS PROFESSOR – ALUNO

Trabalho submetido à profª Priscila Cerqueira como requisito parcial exigido para a aprovação na disciplina Estágio Supervisionado V, no 5ºsemestre do Curso de Pedagogia da Universidade do Estado da Bahia.


Orientadora: Profª. Mestra Priscila L. de C. Cerqueira

BANCA EXAMINADORA

__________________________________________________
Priscila Licia de Castro Cerqueira – Orientadora

__________________________________________________


__________________________________________________INHAMBUPE
2010











“O educador deve respeitar a autonomia do seu educando,
seja ele criança, jovem ou adulto.
O respeito a autonomia e a dignidade de cada um,
é um imperativo ético e não um favor
que fazemos para conhecer uns aos outros.”













SUMÁRIO


1 INTRODUÇÃO.............................................................................................. 6

2 JUSTIFICATIVA ........................................................................................... 7

3 OBJETIVOS ................................................................................................... 8

4 METODOLOGIA ........................................................................................... 9

5 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA............................................................... 10

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA ............................................................. 12















1 INTRODUÇÃO
O ser humano é social por natureza desde muito jovem vivemos em sociedade, fazemos parte e formamos grupos com pessoas das mais diversificadas crenças, origens e personalidades. Graças a esse convívio no decorrer denossas vidas, vivemos situações que nos constrangem ou enaltecem, sofremos desilusões, aprendemos com os nossos erros e acertos e, através de comparações conseguimos construir a nossa personalidade e interagir com o universo.
Nesse referencial, nossos melhores amigos, aqueles que suas criticas e conselhos, muitas vezes, “melhoram certos aspectos” e comportamentos negativos queapresentamos, conseguem nos sensibilizar, pois conquistaram nossa confiança, nosso respeito, são exemplos de companheirismo e demonstram um sincero interesse pelo nosso bem estar.
Se as relações humanas, embora complexas são peças fundamentais na realização de mudanças em nível profissional e comportamental, como podemos ignorar a importância de tal interação entre professores e alunos? Podemosressaltar que é por intermédio das modificações comportamentais na área afetiva, que a escola pode contribuir para a fixação dos valores e dos ideais que a justificam como instituição social.


















2 JUSTIFICATIVA
Nós, como educadores preocupados em desenvolver um ensino-aprendizagem que vá além de conhecimento cognitivo, que procura respeitar os sentimentos doseducandos. Almejamos enfatizar a relação interpessoal como fator bastante significativo no processo de ensino-aprendizagem. Tomando como base para nossa pesquisa estudos realizados sobre a Teoria de Henri Wallon e outros teóricos como Tassoni (2000) que acreditam que a afetividade tem influencia significativa na formação do psiquismo e consequentemente na cognição. Também percebemos que temos mais...
tracking img