Anlise de sistemas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5126 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO






Neste trabalho estarei abordando sobre os temas analise e programação de sistemas de informação num paradigma recente, a orientação a objetos. Serão apresentados modelos de programação de computadores e técnicas de definição e consulta de bancos de dados utilizando softwares específicos para tal.
Para que os sistemas desenvolvidos possam ter uma boa base de tecnologia,alguns conceitos são aplicados, conceitos esses que auxiliam os desenvolvedores e analistas.
Uma estrutura de dado armazena dados na memória do computador a fim de permitir o acesso eficiente dos mesmos.
A maioria das estruturas de dados considera a memória primária (a chamada RAM) como pilhas, filas, árvores binárias de busca, árvores AVL e árvores rubro-negras.
Outras são especialmenteprojetadas e adequadas para serem armazenadas em memórias secundárias como o disco rígido, e.g. B-árvores.
Uma estrutura de dado bem projetada permite a manipulação eficiente, em tempo e em espaço, dos dados armazenados através de operações específicas. Um conceito relacionado com a estrutura de dado é o tipo abstrato de dados, que veremos em breve.
Vamos conhecer um pouco sobre listas lineares, conceitosfifo, filo, seus apontadores, suas ordens para inclusão, exclusão e pesquisa, conceitos de alocação simples e duplamente encadeada. Veremos também sobre as propriedades ACID de uma transação, como usar um banco de dados relacional com a programação orientada a objetos, mapeamento objeto relacional, e sobre os diagramas de classe, conceito de herança e polimorfismo.Objetivo

Fixar e reforçar o aprendizado de todo o material apresentado no 3º semestre em toda a analise e programação orientada a objetos, listas lineares, ORM, diagramas de classe, conceito de herança e polimorfismo, propriedades ACID, banco de dados relacional com a programação orientada a objetos, etc...





























DESENVOLVIMENTO:SOBRE LISTAS LINEARES DEFINA OS CONCEITOS DE FIFO, FILO, SEUS APONTADORES, SUAS ORDENS PARA INCLUSÃO, EXCLUSÃO E PESQUISA, INSERINDO EXEMPLOS DO COTIDIANO E DA INFORMÁTICA SOBRE LISTAS LINEARES. DEFINA TAMBÉM OS CONCEITOS DE ALOCAÇÃO SIMPLESMENTE ENCADEADA, ALOCAÇÃO DUPLAMENTE ENCADEADA, REPRESENTE GRAFICAMENTE AS DUAS ALOCAÇÕES DE ENCADEAMENTO E RESPONDA QUAL DELAS TEM MAIORES VANTAGENS E OMOTIVO.






LISTAS LINEARES


LISTA LINEAR É A ESTRUTURA QUE PERMITE REPRESENTAR UM CONJUNTO DE DADOS AFINS DE FORMA A PRESERVAR A RELAÇÃO DE ORDEM LINEAR DE SEUS ELEMENTOS.
DEFINE-SE LISTA LINEAR COMO SENDO O CONJUNTO DE n ( 0 NÓS X1, X2, ..., Xn, ORGANIZADOS ESTRUTURALMENTE DE FORMA A REFLETIR AS POSIÇÕES RELATIVAS DOS MESMOS: SE n ( 0, ENTÃO X1 ÉO PRIMEIRO NÓ; PARA 1 ( k ( n, O NÓ Xk É PRECEDIDO PELO NÓ Xk-1 E SEGUIDO DO Xk+1; E Xn É O ÚLTIMO NÓ. QUANDO n = 0 DIZ-SE QUE A LISTA É VAZIA.
EXEMPLOS:

PESSOAS ESPERANDO ÔNIBUS
LETRAS DE UMA PALAVRA
PALAVRAS DE UMA FRASE



LISTAS - DISCIPLINA DE ACESSO



OS DOIS CRITÉRIOS MAIS USUAIS SÃO:

1) LIFO (“LAST IN FIRST OUT”) - O ÚLTIMO ELEMENTO QUEENTROU É O PRIMEIRO A SAIR. ESTRUTURAS LINEARES COM ESTA DISCIPLINA DE ACESSO SÃO DENOMINADAS PILHAS.
Como o último elemento que entrou na pilha será o primeiro a sair da pilha, a pilha é conhecida como uma estrutura do tipo LIFO (“Last In First Out”). Exemplos:
Na vida real: pilhas de pratos numa cafeteria (acréscimos e retiradas de pratos sempre feitos num mesmo lado da pilha - lado de cima).Na execução de um programa: uma pilha pode ser usada na chamada de procedimentos, para armazenar o endereço de retorno (e os parâmetros reais). À medida que procedimentos chamam outros procedimentos, mais e mais endereços de retorno devem ser empilhados. Estes são desempilhados à medida que os procedimentos chegam ao seu fim.
Na avaliação de expressões aritméticas, a pilha pode ser usada para...
tracking img