Analise de mercado - volta as aulas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1549 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Analise Geral de Mercado.
Mercado Como um todo mostra um cenário de desaceleração. No primeiro quadrimestre do ano, segundo dados, comparado ao ano de 2011, tivemos redução de 10,1% nas vendas. Além disso, em fevereiro deste ano, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou que o comércio varejista teve uma queda de 0,5% em volume de vendas, primeiro resultado negativo depoisde três meses consecutivos de alta.
Fonte: http://www.marketingnovarejo.org/artigos/enquanto-uns-choram-outros-vendem-lencos
O desaquecimento da atividade econômica, uma das justificativas para a aceleração do corte da taxa Selic pelo Comitê de Política Monetária (Copom) em março, já estava contratado em janeiro, quando o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) recuou 0,13% comajuste sazonal – na primeira queda registrada desde outubro do ano passado. O dado, divulgado pelo BC, levou o IBC-Br – considerado ‘prévia’ do Produto Interno Bruto (PIB) – à taxa acumulada em 12 meses de 2,44%, frente a 2,72% observada em todo o ano de 2011.
Fonte: http://www.valor.com.br/valor-investe/casa-das-caldeiras/2587584/desaquecimento-contratado#ixzz20JYyrJTf

Analise Geral deMercado Volta às Aulas.
Para as papelarias, segundo Antonio  Martins Nogueira presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório, Escolar e de Papelaria de São Paulo e Região (Simpa-SP), em muitos dos aproximados 27 mil estabelecimentos brasileiros do gênero, as vendas do período de Dezembro e Janeiro chegam a representar até 30% do faturamento anual. 
 
Para o consumidor,acrescenta Nogueira, estas compras podem significar economia, porque o lojista, ao repor o estoque de ocasião (geralmente adquirido a partir de setembro do ano anterior), terá que absorver a inflação do período. Entre os desafios de 2012 para o setor, o executivo destaca a busca de isenção de tributos para o "kit escolar". A expectativa do Simpa–SP é que pelo menos o governo paulista conceda obenefício. Há projeto com esse teor no âmbito federal, justifica, "mas ele está parado". 
 
Mercado – Para suprir as demandas do período de volta às aulas, as papelarias trabalham com produtos básicos e itens de maior valor agregado, pela incorporação de licenciamentos no seu visual. "Atualmente, a moda também aparece no material escolar", comenta Nogueira, se referindo aos personagens de filmes edesenhos animados que estampam, além do vestuário infanto-juvenil, mochilas e cadernos. 
 
A brevidade imposta pelas tendências de moda, segundo análise do presidente do Simpa, contribuiu para que as papelarias se restabelecessem no mercado, especialmente ao longo dos últimos três anos, depois de serem fortemente afetadas pela oferta de material escolar gratuito aos alunos de escolas públicas e pelaconcorrência de grandes varejistas. 
 
"O setor industrial percebeu a nossa importância para colocar os produtos no mercado, nos procurou, fez reuniões e começou a investir", sintetiza Nogueira. 
 
A parceria com a indústria, no âmbito do Simpa, resultou em ações que ajudam o lojista a conhecer e entender os lançamentos – por meio de visitas às fábricas; "palestras motivacionais"; além de açõespontuais, envolvendo exposição de diferentes fornecedores, com vantagens de preço e prazo às papelarias que efetuam compras durante o evento.
 
Nogueira planeja, para este ano, organizar cerca de oito exposições desse tipo. Além disso, quer intensificar parceria com o Senac, por meio da qual testou, em novembro último, projeto de formação de mão de obra para o setor. A atuação no ramo, enfatiza,requer muita dedicação; paixão pelo negócio e sintonia com as novidades. 
 
Ele explica que só na Capital paulista existem cerca de 2,1 mil papelarias, majoritariamente micro ou pequenas empresas. No estado, elas são aproximadamente 12 mil. Entre 2006 e 2007, segundo contabilidade do Simpa, pelo menos 3 mil papelarias fecharam as portas, fragilizadas especialmente pelo kit escolar gratuito....
tracking img