Alcoolismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1831 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ALCOOLISMO E FAMÍLIA

O papel da família na reabilitação do alcoolista

Resumo

O texto apresentado tem o objetivo de esboçar a possibilidade de se trabalhar com reabilitação do alcoólatra. O álcool substância química que causa sensação falsa de prazer, relaxamento, alivia dores e altera na percepção da realidade, é o que chamamos de drogas e que tem criado sérios problemas sociais e desaúde para nossa população, Todas as drogas têm em comum a capacidade de alterar o estado mental do usuário, proporcionando falso prazer, conforto e reduzindo a timidez, depois de viciado, acaba dependendo do consumo  para manter suas atividades normais. A família e o Assistente Social servem de pedestal, na orientação de como agir e as várias manifestações do alcoolista, que é considerada uma doençafísica e não simplesmente um vício.

Utilizou-se como ferramenta metodológica um levantamento bibliográfico em livros, artigos científicos e revistas específicas do Serviço Social, a Organização Mundial de Saúde e no estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

PALAVRAS-CHAVE

Álcool; Vício; Reabilitação; Família.

INTRODUÇÃO

Torna-se importante discutir alguns aspectos que marcam aexpressão
Alcoolismo na sociedade brasileira, na medida em que a mídia publicitária realça.
Enfaticamente o estímulo ao consumo de bebidas alcoólicas.
A partir de meados da década de 30(após a revogação da “lei Seca” nos Estados Unidos), surgiu, em quase todo o mundo ocidental, uma nova atitude em relação às bebidas alcoólicas. Na década de 40 e 50, a indústria do álcool e os AA (AlcoólicosAnônimos) fizeram uma espécie de acordo, estabeleceram, em causa comum em torno do conceito, de que haveria dois tipos distintos de bebedores de álcool: os bebedores sociais e os alcoolista.
Bebedores Sociais seriam pessoas que tomam bebidas por prazer e que não teriam problemas com o álcool. Já os alcoolistas – em números muito menor, de 5 a 10% da população como um todo – teriam uma doença,supostamente de origem genética, que os impediria de fazer uso sensato de bebidas alcoólicas. São os bebedores problemáticos, que perdem o controle em relação à bebida.
Tudo isso, aliado a fatores econômicos muito importantes, faz com que qualquer tentativa em reduzir o proibir o consumo de bebidas alcoólicas, esbarre com as maiores dificuldades e obstáculos praticamente intransponíveis.
O alcoolismo é umquadro patológico que se desenvolve mediante ao uso excessivo de álcool (OLIVEIRA, WERLANG e WAGNER, 2007). O consumo do álcool e as influências do mesmo na sociedade apresentam como conseqüência problemas de saúde pública, além de danos observados nas redes sociais do indivíduo (CORREA e PARDO, 2004). Dentre as drogas psicotrópicas, o álcool é uma das poucas que tem o seu consumo legalizado(MAZUCA e SARDINHA, 2000).
O objetivo deste trabalho é entender que fatores podem influenciar a experimentação de bebidas alcoólicas? Como o Serviço Social dar conta do alcoolismo como doença da família no Serviço de Orientação à Família (SOF)?
Meu interesse na abordagem deste tema é verificar as causas e conseqüências que podem levar uma pessoa a se tornar alcoolista, e o que a família pode fazerpara sua reabilitação.

DESENVOLVIMENTO

CONSIDERAÇÕES ACERCA DA DOENÇA DO ALCOOLISMO

Na sociedade brasileira o álcool, parece está perfeitamente integrado a
grande parte dos ambientes e situações do cotidiano das pessoas, principalmente nos finais de semana e momentos de lazer, onde se mistura as atividades esportivas, viagens, trabalho (almoços de negócios) regadas a copiosas doses deuísque, cerveja, caipirinha e outras mais, “o alcoolismo é considerado uma doença de evolução crônica e progressiva acometendo todos os indivíduos, sem distinção de sexo, raça, nível sócio-econômico, escolaridade e atividade laborativa” (BARROS, 1994: 53) Como percebemos o álcool é uma doença globalizada, pois atinge indistintamente as pessoas. O álcool não afeta apenas, o corpo, mas também, a...
tracking img