Abordagem contigencial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2213 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A administração, seus conceitos e técnicas são usados, consciente ou inconscientemente, há muito tempo; por exemplo, Moisés, durante o êxodo do Egito, por volta do ano 1600 A.C., fez uso dos princípios da administração. As tentativas de explicação e desenvolvimento de teorias administrativas tiveram, de fato, seu desenvolvimento acelerado apenas a partir do século XIX.
Com aglobalização muitas empresas estão se unido tornando-se mais fortes e competitivas, abrindo espaço para um novo e moderno pensamento contingencial administrativo.
A seguir abordaremos também algumas das principais teorias que influenciaram os pensamentos atuais.

1. ABORDAGEM CONTINGENCIAL

A palavra Contingência significa algo incerto ou eventual, que pode suceder ou não. Dentro de um aspectomais amplo, a Abordagem Contingencial salienta que não se atinge a eficácia organizacional seguindo um único e exclusivo modelo organizacional, ou seja, não existe uma forma única que seja melhor para organizar no sentido de alcançar os objetivos altamente variados das organizações dentro de um ambiente também altamente variado. Os estudos atuais sobre as organizações complexas levaram a uma novaperspectiva teórica: a estrutura de uma organização e seu funcionamento são dependentes da interface com o ambiente externo. A mais notável contribuição dos autores da abordagem contingencial está na identificação das variáveis que produzem maior impacto sobre a organização, como ambiente e tecnologia, para então predizer as diferenças na estrutura e no funcionamento das organizações devidas àsdiferenças nestas variáveis. A Abordagem Contingencial marca uma nova etapa no estudo da Teoria Geral da Administração, assumindo uma abordagem eclética, comparando as demais teorias administrativas existentes à luz dessas variáveis, aplicando seus diversos princípios em cada situação distinta de cada organização.
A Teoria da Contingência é um passo além da Teoria de Sistemas em Administração. Avisão contingencial da organização e de sua administração sugere que uma organização é um sistema composto de subsistemas e delineado por limites identificáveis em relação ao seu supra-sistema ambiental.
1.1. TEORIA DA CONTINGÊNCIA

A Teoria da Contingência nasceu a partir de uma série de pesquisas feitas para verificar os modelos de estruturas organizacionais mais eficazes em determinadostipos de indústrias. Os pesquisadores, cada qual isoladamente, procuraram confirmar se as organizações eficazes de determinados tipos de indústrias seguiam os pressupostos da Teoria Clássica, como a divisão do trabalho, a amplitude de controle, a hierarquia de autoridade etc. Os resultados surpreendentemente conduziram a uma nova concepção de organização: a estrutura de uma organização e o seufuncionamento são dependentes da interface com o ambiente externo. Em outros termos, não há uma única e melhor forma de organizar (the best way). São apresentados, pelos autores da escola contingencial, duas variáveis principais que determinam toda a organização da empresa e os relacionamentos entre suas partes: o ambiente e a tecnologia.

1.2. EVOLUÇÃO HISTÓRICA E TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃOCRONOLOGIA DOS PRINCIPAIS EVENTOS DOS PRIMÓRDIOS DA ADMINISTRAÇÃO

Ano Autores Elementos
4000 a.C.

2600 a.C.
2000 a.C.
1800 a.C.

1491 a.C.
600 a.C.

500 a.C.
400 a.C.

175 a.C.
20
284
1436

1525

1767

1776

1799

1800

1810

1832

1856

1886

1900
Egípcios

Egípcios
Egípcios
Hamurabí
(Babilônia)
Hebreus
Nabucodonosor
(Babilônia)
Mencius (China)Sócrates (Grécia)
Ciro (Pérsia)

Platão (Grécia)
Cato (Roma)
Jesus (Judéia)
Dioclécio (Roma)
Arsenal de Veneza

Niccoló Machiavelli (Itália)

Sir James Stuart (Inglaterra)

Adam Smith
(Inglaterra)
Eli Whitney
(Estados Unidos)
James Watt
Mathew Boulton
(Inglaterra)
Robert Owen
(Inglaterra)
Charles Babbage
(Inglaterra)

Daniel C. McCallum
(Estados Unidos)
Henry Metcalfe...
tracking img