Um novo olhar, Piaget, Vygotsky, Wallon, Teorias Psicogenéticas

Páginas: 12 (2976 palavras) Publicado: 20 de novembro de 2014
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL
UNIDADE DE BAGÉ
CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

Discussão Um novo olhar, Piaget, Vygotsky, Wallon, Teorias Psicogenéticas

BAGÉ/RS
2013

Acadêmico: Edemar Roméro Martins

Discussão Um novo olhar, Piaget, Vygotsky, Teorias Psicogenéticas

Trabalho de avaliação da disciplina de
Psicologia do Desenvolvimento e da
Aprendizagem, 3ºsemestre, leitura do
livro: Piaget, Vygotsky, Wallon –
Teorias Psicogenéticas em discussão.
No Curso de Licenciatura em
Pedagogia.

Prof.ª : Claudia Corral

BAGÉ
2013

RESUMO
O presente trabalho tem como objetivo realizar um recorte nos temas abordados
colocando a analise pessoal sobre o assunto abordado, o tema foi retirado do livro Piaget,
Vygotsky e Wallon, sendo analisadas as idéiasdos dois primeiros. Teorias Psicogenéticas
em discussão para aquisição de conhecimento sobre as perspectivas ressaltadas pelos
autores, referente às teorias psicogenéticas. Sendo um tema de imenso valor para a
pedagogia, idealizei uma proposta de subtrair o máximo de informações para compreender a
complexa tarefa do ensino e aprendizagem e quais fatores podem favorecer a consolidação
destaprática. E procurei ir além deste recorte fazendo uma analise concisa e pratica sob este
tema.

Palavra chave: teorias, pedagogia e ensino.

Em Discussão Um novo olhar, Piaget, Vygotsky, Wallon, Teorias Psicogenéticas

Conforme o livro escrito por Piaget, Biologie ET Connaissance, ele afirma que a
inteligência humana só se desenvolve no individuo em função de interações sociais e
que estassão muitas vezes são negligenciadas. Na verdade Piaget não se deteve longamente
sobre a questão do desenvolvimento da inteligência. Mas fica claro que com as poucas palavras que ele
colocou a este respeito nos dão um vislumbre da importância, não somente para sua teoria, como
também para o tema. Mas analisemos a seguinte afirmação, La Taille (1992,p.11)
O homem é um ser essencialmente social,impossível, portanto, de ser pensado fora do contexto da
sociedade em que nasce e vive. Em outras palavras, o homem não social, o homem considerado como
molécula isolada do resto de seus semelhantes, o homem visto como independente das influências dos
diversos grupos que freqüenta, o homem visto como imune aos legados da história e da
tradição, este homem simplesmente não existe.

Por outrolado dizer que o ser humano é sociável e que atingiu certo nível de organização ou inteligência
por somente ser social é ser muito simplista, e não entender todo o contexto e o que leva o ser a atingir
certo grau de desenvolvimento. Por isso surge a necessidade de entendermos o que significa ser social.
Segundo Piaget (1992,p.12), “ O homem normal não é social da mesma maneira aos seis meses ouaos
vinte anos de idade, e, por conseguinte, sua individualidade não pode ser da mesma qualidade nesses
dois diferentes níveis.”
Podemos agora nos questionar que efeito tem as interações sociais no desenvolvimento tanto da criança
como do ser adulto completamente desenvolvido? Segundo Piaget (apud LA TAILLE, 1992, p.17)
As raízes desta "marcha para o equilíbrio” encontram-se no períodosensóriomotor, durante o qual a criança constrói esquemas de ação que constituem uma espécie de lógica das
ações e das percepções. Essa primeira organização da inteligência sensório-motora anuncia a ulterior, na
qual as ações serão interiorizadas -- ou seja, efetuadas mentalmente. De dois a sete anos -- período préoperatório -- embora a inteligência já seja capaz de empregar símbolos e signos, ainda
lhefalta a reversibilidade, ou seja, a capacidade de pensar simultaneamente o estado inicial e o
estado final de alguma transformação efetuada sobre os objetos (por exemplo, a ausência de conservação da
quantidade quando se transvaza o conteúdo de um copo A para outro B, de diâmetro menor). Tal
reversibilidade será construída nos períodos operatório concreto e formal. No primeiro,
acriança...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão.
  • PIAGET, VYGOTSKY E WALLON Teorias Psicogenéticas em discussão
  • Fichamento piaget, vygotsky, wallon, teorias psicogeneticas
  • Piaget, Vygotsky e Wallon
  • Piaget, Vygotsky, Wallon : teorias psicogenéticas em discusão La Taille, Yves de. 1951
  • EDUCAÇÃO COMO AQUISIÇÃO DE NOVOS COMPORTAMENTOS, TEORIA DA GESTALT, FREUD, PIAGET, VYGOTSKY,...
  • TEORIAS BEHAVIORISMO, GESTALT, PIAGET, VYGOTSKY, WALLON e PSICANÁLISE
  • Diferenças e semelhanças nas teorias de vygotsky,piaget e wallon

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!