Tratamento de Dados Experimentais

Páginas: 6 (1467 palavras) Publicado: 5 de agosto de 2013
Universidade Federal do Amazonas
Instituto de Ciências Exatas
Departamento de Química

Erros Experimentais e Algarismos Significativos

Introdução ao Tratamento de Dados
Experimentais
 Erros Experimentais
 Algarismos Significativos

Medições de Volumes e Massas


Material para medição de volumes:



A medição de volumes é uma das ações mais frequentes em laboratório deanálises. Entre o
material volumétrico existente, distinguem-se:



Pipetas, existem dois tipos fundamentais: volumétricas e graduadas.



Volumétricas têm uma só marca indicadora do nível a que o líquido se deve ajustar de modo a
que o valor vazado seja o valor fixo indicado na pipeta (são mais rigorosas).



Graduadas – têm uma escala que permite o vazamento de quantidades variáveisde líquido (são
menos rigorosas).

Medições de Volumes e Massas


Balões volumétricos: o volume final deve ser ajustado, com o solvente, até ao traço.



Bureta : tubo cilíndrico graduado com uma “válvula” e com o qual é possível controlar o fluxo e a
quantidade de líquido vazado. O volume é lido na escala da bureta.Utilizada especificamente em
titulações (Volumetria deNeutralização).

Medições de Volumes e Massas
Provetas, graduadas de modo a permitir a medição de volumes variáveis e lidos até ao
valor máximo da sua escala.

Medições de Volumes e Massas


Rigor das medições:



Pipetas volumétricas – Pipetas graduadas – Balões volumétricos – Buretas – Provetas

+ rigor


- rigor

As leituras de volume devem ser efetuadas tendo em conta a posição domenisco, considerando
que o volume é o correspondente à sua base, tal como indicado na figura:

Medições de Volumes e Massas
Material de medição de massa
Uma das operações mais frequentes em um laboratório é a pesagem, operação pela qual se
determina a massa de uma substância. O grau de exatidão e precisão que é necessário satisfazer
em uma pesagem dependem da sua finalidade.
Uma balançaanalítica, muito rigorosa, 0,0001 g, tem uma capacidade que pode variar de 50 a
200 g.
Uma balança de pecisão é menos rigorosa, 0,01 g, mas tem uma capacidade elevada que pode
ser de ~1000 g.
Cuidados a ter durante as pesagens:

 A balança deve ser mantida sempre limpa, ou seja, não se devem colocar

reagentes diretamente no prato mas sim sobre uma cápsula de pesagem (ex:
vidro derelógio). As substâncias voláteis ou corrosivas devem ser pesadas em
recipientes fechados. A temperatura do objeto a pesar deve ser razoavelmente
próxima da temperatura da balança.


As janelas da balança devem estar fechadas durante a pesagem.

 Cada passo na pesagem - taragem, colocação do objeto no prato, leitura - deve

ser feito lentamente, dando tempo suficiente à balança para atingir oequilíbrio.
 O objeto a pesar deve ser cuidadosamente colocado no centro do prato da

balança, para evitar erros de excentricidade.


Terminada a pesagem, a balança deve ser limpa, se necessário, as janelas
fechadas e desligada se não for utilizada de imediato.

Precisão e Exatidão
•As medidas que estão próximas do valor “correto” são exatas.
•As medidas que estão próximas entre sisão precisas

Exatidão boa
Precisãp boa

Exatidão ruim
Precisãp boa

Extidão ruim
Precisãp ruim

Erros Experimentais
Todas as medições experimentais estão sujeitas a erros. O resultado de uma análise pode ser
quantitativo ou qualitativo. Quando o resultado é quantitativo, é extremamente importante fazer
uma estimativa dos erros envolvidos na medição.
Um resultado é inútil se nãofor acompanhado de uma estimativa dos erros envolvidos
em sua medição.
Podemos classificar os erros em três tipos:

Grosseiros
Aleatórios
Sistemáticos

Erros Grosseiros





Não entram no padrão normal dos erros associados a uma análise.
Costumam ser facilmente detectáveis já que produzem medições fora do esperado, ou também,
podem ser por identificação do agente...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • TRATAMENTO ESTATÍSTICO DE DADOS EXPERIMENTAIS
  • Tratamento estatístico de dados experimentais
  • Tratamento Estatístico de Dados Experimentais
  • Erros e tratamento de dados experimentais
  • Medidas e tratamento de dados experimentais
  • tratamento de dados experimental
  • TRATAMENTO ESTATÍSTICO DE DADOS EXPERIMENTAIS
  • Erros e tratamentos de dados experimentais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!