intregrais

Páginas: 15 (3549 palavras) Publicado: 17 de agosto de 2014






Universidade Anhanguera- Uniderp de Anápolis - Goiás
Curso: Técnico em Logística
CST em Logística
Acadêmicos:
ALLAN DE ASSIS SILVA RA 6948456592
EDINAIR MACHADO PEREIRA RA 6947447147
RAFAEL DE JESUS SILVA RA 6790415966
LEONARDO DE SENE NATAL RA 6751368093PROFESSOR (A) MARCELO CARVALHO



GESTÃO DE CUSTOS LOGÍSTICOS










Anápolis, Maio de 2014
Gestão de Custos Logísticos
Ferramenta na medição de custos logísticos em um Batalhão de Suprimento do Exército

INTRODUÇÃO

Na segunda metade do século XX começa o surgimento de uma nova filosofia administrativa: A AdministraçãoPública Gerencial. Na década de noventa a reforma do Estado se tornou um tema central face ao problema da Globalização e no Brasil esta reforma iniciou-se em meio a uma crise econômica de hiperinflação tornando crucial o ajuste fiscal, a privatização e a abertura comercial.
A reforma administrativa gerencial na Administração Pública brasileira teve seu marco inicial na década de sessentacom o Decreto-Lei nº 200/67, sendo aperfeiçoado ao longo dos anos e culminando com a reforma administrativa do estado iniciada no ano de 1995, no governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso.
O modelo gerencial está voltado para a gestão e avaliação por resultados exigindo que as organizações públicas se aperfeiçoem na busca de ferramentas que auxiliem na tomada de decisão ecriando indicadores que permitam avaliar seu desempenho em função da legislação e pela exigência de uma sociedade que cada vez mais busca a transparência no emprego dos recursos públicos.
Uma das principais formas de medição de desempenho é a utilização de indicadores para apuração dos custos dos serviços. Embora a gestão de custos não se constitua em uma
prática na Administração PúblicaFederal, já existem algumas iniciativas pioneiras, como o
SISCUSTO do Comando do Exército (COMISSÃO INTERMINISTERIAL DE CUSTOS,
2006).
Por meio do custeio dos serviços e dos indicadores de desempenho torna-se possível à Administração Pública verificar desperdícios e avaliar as relações entre custo e benefício das diversas alternativas de políticas que estão à disposição,permitindo que os bens públicos possam ser produzidos com menor custo e maior eficiência e eficácia.
Dentro deste contexto o artigo relata a importância da apuração de custos na Administração Pública dentro do novo enfoque gerencial, descreve os principais métodos de custeio e apresenta o sistema gerencial de custos do Exército como ferramenta na medição de custos logísticos em um Batalhão deSuprimento do Exército, que por motivos de segurança não será identificado.

Caracterização do Problema

A obrigatoriedade do controle de custos na Administração Pública foi exigência de legislação, onde o artigo cinquenta, parágrafo terceiro, da Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, determina que “A Administração Pública manterásistema de custos que permita a avaliação e o acompanhamento da gestão orçamentária, financeira e patrimonial”. Porém, a implantação de sistemas de custos não deve atender apenas a exigência da legislação, mas também aos imperativos da modernização e da efetividade da gestão voltada para o cidadão como cliente e buscando padrões otimizados de eficiência e eficácia, com ética e transparência, nagestão dos recursos públicos.
Desta forma, com a finalidade de aperfeiçoar o desempenho da organização e evitar que a redução de custos comprometa a qualidade e a produtividade, pergunta-se: o método de custeio em fase de implantação pelo Exército – SISCUSTOS é adequado para mensurar os custos logísticos em um Batalhão de Suprimento, dentro do conceito da administração gerencial com...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Açoes Diretivas e intregrais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!