Espiritismo No Mundo

Páginas: 12 (2953 palavras) Publicado: 28 de julho de 2015
Observemos que Allan Kardec fez muito bem o papel de divulgador do Espiritismo, em sua época. Elaborou logo uma revista mensal, de muito bom gosto, com artigos escritos em linguagem clara e acessível, relatando as suas experiências, dando respostas a críticos, inclusive não medindo palavras para responder aos levianos e mal intencionados. A revista era um sucesso e crescia conforme aquilo queele previra. Chegou até a ter assinantes em várias partes do mundo, o que era um exemplo de competência dele, considerando as dificuldades de correio da sua época.
Ele mesmo tomou a iniciativa de sair viajando pra tudo quanto é canto, a fim de fazer palestras e vender os livros espíritas. (falei em vender, e não dar de graça).
No livro “Viagem Espírita” podemos saber qual foi o resultado do trabalhodele e é nisto que eu quero convidar o meu amigo leitor a uma atenção especial.
Na sua primeira viagem a uma determinada cidade da França, ele falou para um público de 30 pessoas. Claro, era a primeira vez, para falar sobre um assunto até então desconhecido, e não se poderia esperar mais gente.
Até aí tudo dentro do normal.
Só que, um ano depois, quando ele retornou à mesma cidade, fora recebidopor mais de cem, duzentas e até mais pessoas para escutá-lo e comprar os seus livros.
Conclusão: Em apenas um ano, o número de interessados e adeptos crescia trezentos por cento, quinhentos por cento e até mil por centoooooo!!!!!
Gente. Veja que coisa mais extraordinária.
Nos anos seguintes, o sucesso do produto que ele "vendia" era tão grande, que ele falava em milhares de pessoas, por toda aEuropa.
Sabe que produto era esse? O Espiritismo.
Isto quer dizer o quê?
Que no tempo de Allan Kardec, com o Espiritismo feito ao estilo dele, na visão dele, com a sinceridade dele, sem sofisma nenhum, sem fingir humildade nenhuma, sem querer se postar como santo, a Doutrina conseguiu “explodir” de sucesso na Europa.
Qual seria a projeção lógica e matemática disto?
Que a doutrina caísse na simpatiamundial, assim como foi na França, pela excelência do seu postulado autêntico, e hoje estaria em todos os cinco continentes talvez tendo mudado a história da humanidade.
 
Mas este sucesso não aconteceu.
 
Por que não aconteceu?
Como é que pode algo que teve um avanço e uma receptividade tão extraordinária, enquanto ele estava encarnado, de repente ter murchado assim que ele desencarnou?
Você jáparou para pensar nisto?
Hoje não se vê falar em Espiritismo na Europa e muito menos no mundo. Os movimentos que existem no exterior, exceto em Portugal, são promovidos por brasileiros que lá residem, e muito pequenos, reduzidos, com pouquíssimas pessoas participando. Na França, exatamente onde foi o berço e onde Allan Kardec fez tanto sucesso, em termos de Espiritismo, feito por franceses, o quetemos notícia é apenas do grupo dirigido pelo Roger Perez e pelo meu querido amigo Charles Kempf (foto ao lado). Raro é o centro espírita no exterior, que pode dizer que tem mais de cem pessoas participando.
A primeira vez que estive em Nova York, em 1994, fiz palestra no Allan Kardec Spiritism Center, fundado e dirigido pela querida Norminha e o Aylton, amigos que eu amo muito, e o público eraestimado em mais ou menos umas setenta pessoas.
Ano passado, uns 16 anos depois, conversando com meu amigo Hélio Amaral, também espírita residente lá, trabalhador da mesma casa, tive a curiosidade de perguntar qual era a média de freqüência atual e ele me disse que, ainda, na faixa das 70 pessoas. Adoro o AKS Center e tenho muito carinho por lá.
Mesmo assim, é o centro de maior freqüência por lá,porque nos outros é menor ainda.
Aqui no Brasil, há um levantamento interessante a ser observado:
Se você visitar um centro espírita hoje e encontrar, por exemplo, 300 pessoas, entre trabalhadores e freqüentadores, volte a esse centro, novamente, um ano depois. Vai encontrar mais ou menos 300 pessoas.
Mas serão as mesmas trezentas que estavam lá no ano anterior?
Ninguém procurou pelo Espiritismo no...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Seminário “a paz no mundo” / espiritismo kardecista ou kardecismo
  • O Mundo invisível: Cosmologia , Sistema Ritual e Noção de pessoa no espiritismo
  • Espiritismo
  • Espiritismo
  • Espiritismo
  • Espiritismo
  • espiritismo
  • Espiritismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!