Elogioaosuburbio

Páginas: 6 (1363 palavras) Publicado: 28 de julho de 2015
01
DISCIPLINA: PORTUGUÊS
TURMA:9ºD

DATA:OUTUBRO

Outubro212121/10/2013
21OUTUBRO

COMPREENSÃO ORAL

Presta atenção na leitura do documento. Para cada item que se segue (1.1 a 1.5), assinala a
opção que permite obter uma afirmação adequada ao sentido do texto.
1.1.
1.2.
1.3.
1.4.
1.5.

O presente texto classifica-se como
a) Biografia; b) Bibliografia; c) biobibliografia
A. Lobo Antunesdistingue-se como
a) Médico e militar; b) médico e escritor; c) militar e escritor
No texto, é referido como autor de
a) Romances e poesia; b) crónicas e poesia; c) crónicas e romances
Uma das obras referidas no texto é
a) Memória de elefante; b) Memórias de infância; c) A viagem do elefante
Ao longo da sua carreira, a sua obra
a) Nunca foi premiada; b)Foi distinguida com o prémio Nobel; c) já recebeuvários
galardões

Lê atentamente a crónica.

LEITURA

Elogio do subúrbio
Cresci nos subúrbios de Lisboa, em Benfica, então quintinhas, travessas, casas baixas, a ouvir
as mães chamarem ao crepúsculo
- Vííííííííítor
num grito que, partido da Rua Ernesto da Silva, alcançava as cegonhas no cume das árvores
mais altas e afogava os pavões no lago sob os álamos. Cresci junto ao castelito das Portas que
nosseparava da Venda Nova e da Estrada Militar, num país cujos postos fronteiriços eram a
drogaria do senhor Jardim, a mercearia do Careca, a pastelaria do senhor Madureira e a
capelista Havaneza do senhor Silvino, e demorava-me à tarde na oficina de sapateiro do
senhor Florindo, a bater sola num cubículo escuro rodeado de cegos sentados em banquinhos
baixos, envoltos no cheiro de cabedal e miséria quese mantém como o único odor de
santidade que conheço. A dona Maria Salgado, pequenina, magra, sempre de luto,
transportava a Sagrada Família, numa caixa de vivenda em vivenda, e os meus avós recebiam
na sala durante quinze dias essas três figuras de barro numa redoma embaciada que as
criadas iluminavam de pavios de azeite. Cresci entre o senhor Paulo que consertava com
guitas e caniços as asasdos pardais, e os Ferro-O-Bico cuja tia fugiu com um cigano e lia a
sina nas praias, embuçada de negro como a viúva de um marujo que nunca deu à costa. Os
meus amigos tinham nomes próprios tremendos
(Lafaiete, Jaurés)
e habitavam rés-do-chão de janelas ao nível da calçada onde se distinguiam aparelhos de
rádio gigantescos, vasos de manjerico e madrinhas de chinelos. O cão da fábrica de curtumesacendia latidos fosforescentes nas noites de julho, quando o pólen da acácia me chovia nas
pálpebras, eu, morto de amores pela mulher do Sandokan, descobria-me unicórnio trancado na
retrete da escola, e o brigadeiro Maia, de boina basca, descia à Adega dos Ossos a gesticular
contra o regime. Na época em que aos treze anos me estreei no hóquei em patins do Futebol
Benfica, o guarda-redes enchumaçadocomo um barão medieval apontou-me ao pasmo dos
colegas

ANO LECTIVO 2013-2014

PÁGINA – 2

- O pai do ruço é doutor
no que constituiu de imediato a minha primeira glória desportiva e a primeira tenebrosa
responsabilidade, a partir do momento em que o treinador, a apalpar-me os músculos com os
olhos, preveniu numa careta de dúvida
- Sempre estou para ver se lhes chegas ó ruço que o teu pai no ringueera lixado para a
porrada.
O dono da Farmácia União jogava o pau, a esposa do proprietário da Farmácia Marques era
uma grega sumptuosa de nádegas de ânfora e pupilas acesas, que me fazia esquecer a
mulher do Sandokan ao vê-la aos domingos a caminho da igreja, o sineiro a quem chamavam
Zé Martelo e que tocava o Papagaio Loiro na Elevação da missa do meio-dia em vez do A
treze de Maio obrigatório,possuía uma agência funerária cujo prospecto-reclame começava «
Para que teima Vossa Excelência em viver se por cem escudos pode ter um lindo funeral?», e
eu escrevia versos no intervalo do hóquei, fumava às escondidas, uma das minhas
extremidades tocava o Jesus Correia e a outra Camões, e era indecentemente feliz.
Hoje, se vou a Benfica não encontro Benfica. Os pavões calaram-se, nenhuma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!