• copa do mundo
    questionamento que traz uma refutação em busca do conhecimento e da percepção da ignorância. A refutação  consistia, em certo sentido, o método socrático levava o interlocutor a reconhecer sua própria ignorância. Primeiro ele forçava uma definição do assunto sobre o qual a investigação versava...
    872 Palavras 4 Páginas
  • Sofistas e Socrates
    hoje. Porém, há que reconhecer que, ao receberem pelos ensinamentos ministrados, os sofistas forçaram o reconhecimento do carácter profissional do trabalho de professor. Essa é uma dívida que a institucionalização da escola tem para com eles. Portanto sendo considerados os primeiros professores de ensino...
    1906 Palavras 8 Páginas
  • filosofia
    Manifesta a experiência de exterioridade, de fragmentação, de ignorância. Exterioridade porque nos dá a imagem do objecto e nunca o próprio objecto. Fragmentação porque pode justapor vários sentidos e até sentidos incompatíveis. Ignorância porque há sempre uma espécie de “analfabetismo” quando tentamos...
    2271 Palavras 10 Páginas
  • Filosofia
    ...........................23 II. — É verdade que o mundo existe apertas no nosso pensamento?.......................................23 III. — É verdade que são as nossas ideias que criam as coisas?...............................................24 IV. — É verdade que o espírito cria a matéria?..........
    30862 Palavras 124 Páginas
  • educação e sociedade
    2014 SUMÁRIO 1. Introdução.............................................................................................. Fl - 03 2. Desenvolvimento.................................................................................... Fl - 03 2.1 – O que é educação?...........................
    2355 Palavras 10 Páginas
  • O mito da caverna
    Escreveu grandes obras entre elas, “ A Republica”, no qual consta “ O Mito da Caverna”. Esta parte da obra, relata um pensamento de Platão quanto a ignorância do ser humano em não ver o conhecimento verdadeiro e legítimo. BIOGRAFIA Este importante filósofo grego  nasceu em Atenas, provavelmente em 427...
    674 Palavras 3 Páginas
  • Fichamento - O Conhecimento
    perfeitamente é conhecer pelas causas; saber cientificamente é ser capaz de demonstrar”. (p.02) Conhecimento teológico. “É aquele conjunto de verdades a que os homens chegaram, não com o auxílio da inteligência, mas mediante a aceitação dos dados da revelação divina, da fé. São os conhecimentos adquiridos...
    3026 Palavras 13 Páginas
  • os fundamentos da filosofia
    .........................23 II. — É verdade que o mundo existe apertas no nosso pensamento?.......................................23 III. — É verdade que são as nossas ideias que criam as coisas?...............................................24 IV. — É verdade que o espírito cria a matéria?.........
    32725 Palavras 131 Páginas
  • A Natureza HUmana
    homens se encontram acorrentados e ofuscados pelas sombras projetadas nas paredes. O homem no interior da caverna caracteriza o seu próprio estado de ignorância. A educação, por sua vez, conduz a alma humana para fora da caverna. Com este objetivo Platão funda a Academia, visando à estruturação da Polis Ideal...
    2701 Palavras 11 Páginas
  • I. a ignorância como estratégia destinada à compreensão do humano
    I. A IGNORÂNCIA COMO ESTRATÉGIA DESTINADA À COMPREENSÃO DO HUMANO O texto que recebeu o título acima tem como objetivo primeiro colocar em questão o social e a sociedade. Colocar em questão significa para nós, não apenas questionar, problematizar os temas indicados com o objetivo de descobrir...
    3835 Palavras 16 Páginas
  • GESTÃO DO CONHECIMENTO E INOVAÇÃO TÉCNOLOGICA
    Pensata DA GESTÃO DO CONHECIMENTO À GESTÃO DA IGNORÂNCIA: uma visão co-evolucionária Flávio C. Vasconcelos Doutor em Sciences de Gestion pela Ecole des Hautes Etudes Commerciales (Paris), DEA Sociologie pelo Institute d’Etudes Politiques de Paris e Professor do Departamento de Administração...
    3479 Palavras 14 Páginas
  • Sócrates
    funcionamento da sociedade grega. Criticou muitos aspectos da cultura grega, afirmando que muitas tradições, crenças religiosas e costumes não ajudavam no desenvolvimento intelectual dos cidadãos gregos. Em função de suas ideias inovadoras para a sociedade, começa a atrair a atenção de muitos jovens atenienses. Suas...
    1242 Palavras 5 Páginas
  • fundamentos da filosofia
    .........................23 II. — É verdade que o mundo existe apertas no nosso pensamento?.......................................23 III. — É verdade que são as nossas ideias que criam as coisas?...............................................24 IV. — É verdade que o espírito cria a matéria?.........
    32725 Palavras 131 Páginas
  • direito
    funcionamento da sociedade grega. Criticou muitos aspectos da cultura grega, afirmando que muitas tradições, crenças religiosas e costumes não ajudavam no desenvolvimento intelectual dos cidadãos gregos. Em função de suas ideias inovadoras para a sociedade, começa a atrair a atenção de muitos jovens atenienses....
    572 Palavras 3 Páginas
  • Resenha Pedagogia da Autonomia
    “Pedagogia da Autonomia”. Logo na Introdução é mostrada uma pequena previa sobre o que seria para ele a prática pedagógica do professor em relação ao desenvolvimento da autonomia dos seus educandos. O autor fala da necessidade de se respeitar o conhecimento que seus destinatários trazem para escola, pois ele...
    1214 Palavras 5 Páginas
  • direito
    funcionamento da sociedade grega. Criticou muitos aspectos da cultura grega, afirmando que muitas tradições, crenças religiosas e costumes não ajudavam no desenvolvimento intelectual dos cidadãos gregos. Em função de suas ideias inovadoras para a sociedade, começa a atrair a atenção de muitos jovens atenienses....
    572 Palavras 3 Páginas
  • Sócrates
    bem vista afinal os atenienses deixavam seus trabalhos para os escravos. A família de Sócrates não era escrava, mas não possuíam também qualquer escravo que trabalhasse por eles, viviam por conta própria procurando por locais onde precisassem de seu trabalho. Entretanto a vida não era tão difícil, naquela...
    4367 Palavras 18 Páginas
  • Completo Sócrates
    socrático consistia de dois processos bem definidos que se chamavam ironia e maiêutica. A ironia tinha por objeto persuadir o interlocutor de sua ignorância e deste modo o aprendiz se via obrigado a reconhecer sua própria insuficiência e a dizer junto com o mestre: “Só sei que nada sei”. Segundo Beckman...
    2964 Palavras 12 Páginas
  • AS TEORIAS DA EDUCAÇÃO E O PROBLEMA DA MARGINALIDADE DE DERMEVAL SAVIANE
    “Nesse quadro, a causa da marginalidade é identificada com a ignorância. É marginalizado da nova sociedade quem não é esclarecido. É marginalizado da nova sociedade quem não é esclarecido. A escola surge como um antídoto à ignorância, logo, um instrumento para equacionar o problema da marginalidade...
    1679 Palavras 7 Páginas
  • VIVIOS DO CONSENTIMENTO
    STEFANY RAMOS DE OLIVEIRA VICIOS DO CONSENTIMENTO ERRO Trabalho em Direito Civil no curso de graduação de Direito da Escola Superior ...
    4374 Palavras 18 Páginas