O sujeito abusado na psicanalise

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 184 (45973 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
INSTITUTO DE PSICOLOGIA
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICANÁLISE

PEDRO MOACYR CHAGAS BRANDÃO JUNIOR

O SUJEITO ABUSADO DA PSICANÁLISE

Dissertação de Mestrado

Rio de Janeiro, outubro de 2008

O SUJEITO ABUSADO DA PSICANÁLISE

PEDRO MOACYR CHAGAS BRANDÃO JUNIOR

“Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação
em Psicanálise daUniversidade do Estado do Rio de
Janeiro como requisito parial para obtenção do Título de
Mestre em Psicanálise”

Orientador: Luciano Elia

Rio de Janeiro, outubro de 2008

ii

DEDICATÓRIA

Para minha família

iii

AGRADECIMENTOS

Ao Luciano, pela orientação preciosa, que me permitiu dar continuidade a esta pesquisa.
Às professoras Maria Anita, Sonia Altoé e Sônia Alberti, poracolher o convite para a
banca, pela aposta e ricas observações.
À Rosinda, primeira mestra, pela transmissão da paixão por uma pesquisa ética e
responsável.
À Elizabeth da Rocha Miranda, mestra, presente em toda parte dessa pesquisa, por
sempre apostar no desejo.
Aos amigos Denize e Patrício, que dividiram comigo as angústias e impasses da
elaboração de uma dissertação.
Aos amigos da turmado Mestrado da UERJ, sempre dispostos a boas discussões e a
dividir as angústias desse percurso. Em especial: Aurecir, Daniela, Cristiane e Ângela.
Aos colegas e amigos que de alguma forma me incentivaram e me ajudaram a continuar
nessa investida: Bruna, Sidney, Marinete, Renata, Carola, Claudinha, Kátia, Rodrigo,
Tatiana, Serginho, e todos os outros que estão ao meu lado e acreditam nesseprojeto.
À minha mãe, que pôde abrir mão de suas convicções para escutar e mediar minha
inserção na psicanálise.
Ao meu irmão Gustavo, pelo incentivo e ânimo incondicional.
Ao meu pai, por ser pai, com todo simbolismo que essa função representa, alicerce
necessário para essa construção.
À Cristina, que traz consigo mais um fruto de nossa união, esposa, amiga, companheira,
pelo amor, carinho eacolhimento sem os quais não poderia sustentar essa investida.
Ao Miguel, que nasceu no início do Mestrado e que hoje bate na porta pedindo para
‘estudar comigo’.

iv

RESUMO
Esta dissertação pretende demonstrar a contribuição da psicanálise ao
atendimento clínico dos casos que recebem a denominação de abuso sexual. A partir do
estudo de casos clínicos e de uma pesquisa teórica dasabordagens atuais sobre o tema,
levanta a questão de que a clínica psicanalítica possibilita que o sujeito, seu desejo,
subjetividade e gozo não sejam abolidos. Portanto, aborda temas como a constituição da
neurose e do sujeito, e a respectiva concepção de responsabilização que o percurso de
análise objetiva.

ABSTRACT
This dissertation intends to demonstrate the contribution of psychoanalysis tothe
clinical care of cases that receive the designation of sexual abuse. From the study of
clinical cases and a theoretical research of current approaches on the issue, debates the
question of the psychoanalytic clinic that enables the subject, his desire, subjectivity and
enjoyment are not eliminated. Therefore, it addresses issues such as constitution of
neurosis and of the subject, andthe respective conception of become responsible,which
is the objective of the analysis.

v

SUMÁRIO
1

INTRODUÇÃO
CAPÍTULO I
ABUSO SEXUAL DO QUE SE TRATA?
1.1- Que abuso é esse?
1.2- A abordagem psicológica
1.3- A vivência do abuso sexual na infância tem efeito traumático
1.4- O abusador é um perverso
1.5- Futuros agressores
1.6- A família incestuosa
1.7- Que sedução é essa?
1.8-A questão dos profissionais
1.9- Uma outra história

5
7
9
20
25
26
30
33
38

CAPÍTULO II
SEXUALIDADE E REALIDADE
2.1- A primeira teoria do trauma
2.2- Fantasia ou realidade?
2.3- O abandono da neurótica
2.4- Uma menina abusada
2.5- A sexualidade é infantil

47
54
59
61
65

CAPÍTULO III
O SUJEITO RESPONSAVEL
3.1- A Criança-sujeito
3.2- O Sujeito Criança
3.3- Que...
tracking img