O psicopata na sociedade atual

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3981 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Quando o professor de sociologia,Rodrigo,pediu para que escolhessemos um tema para o trabalho de sua matéria,logo pensei em psicopatologia,que é estudo dos estados mentais patológicos, quanto à manifestação de comportamentos e experiências que podem indicar um estado mental ou psicológico anormal.Entre essas manifestações de comportamento,logo escolhi a psicopatia.No psicopata,para ser maisexata.Esse “desvio de mente” que ocorre com algumas pessoas,sempre me interessou muito,e é o principal motivo pela escolha que fiz ao cursar um curso de psicologia.
Imagine - se puder- como seria não ter consciência, culpa nem remorso independentemente do que fizesse, não se sentir de forma alguma tolhido pela preocupação com o bem-estar de estranhos, amigos ou mesmo parentes. Imagine nunca, em toda avida, precisar lidar com a vergonha, por mais egoístas, relapsas, prejudiciais ou imorais que fossem suas ações. Finja des conhecer a noção de responsabilidade, salvo como um fardo que os outros - bobocas ingênuos - aparentemente carregam sem questionar. Acrescente a essa estranha fantasia a capacidade de esconder das pessoas o fato de que a estrutura psicológica delas é radicalmente diferente dasua.
Como todos simplesmente pressupõem que a consciência é um atributo universal dos seres humanos, esconder que você não a possui exige pouquíssimo esforço. Você não refreia nenhum desejo por sentir culpa ou vergonha e ninguém jamais censura sua frieza. O sangue-frio que corre em suas veias é tão bizarro, tão completamente alheio à experiência dos outros, que eles nem sequer suspeitam de seutranstorno. Em outras palavras, você vive livre de repressões interiores e essa liberdade ilimitada para fazer o que bem entender sem que isso lhe pese na consciência é, de maneira muito conveniente, invisível para o mundo. Você pode fazer absolutamente qualquer coisa e, mesmo as sim, é provável que sua estranha vantagem sobre a maioria das pessoas, mantidas na linha pela própria consciência,jamais seja descoberta.
Acredito que se imaginar na pele de qual quer uma dessas pessoas pareça uma insanidade, por que todas elas são perigosamente loucas. No entanto, são reais. Elas inclusive têm um rótulo. Muitos profissionais especializados em saúde mental se re ferem à pouca consciência ou à sua to tal ausência como "Transtorno da Personalidade Antissocial", uma incorrigível deformação decaráter que hoje se acredita estar presente em cerca de 4% da população --ou seja, uma em cada 25 pessoas. Essa deficiência também tem outros nomes, sendo os mais comuns "sociopatia" ou "psicopatia", que é o termo mais popular. A ausência de culpa foi, na verdade, o primeiro distúrbio de personalidade reconhecido pela psiquiatria e os termos usados para defini-lo ao longo do tempo incluem inferioridadepsicopática, insanidade moral e debilidade moral.
Apesar do nome (psico = mente, pathos = doença),a psicopatia não é considerada uma doença. O psicopata sabe exatamente o que está fazendo. O que o difere de um individuo normal é chamado de transtorno de personalidade. Este é um estado no qual existe um excesso de razão e ausência de emoção.Ele tem plena consciência de seus atos,e,por algummotivo,não se arrepende de nenhum deles. Vários estudos com essas mentes psicopatas revelam que,em sua maioria,sofreram traumas em sua infância. Há nove anos,uma experiência foi realizada, pelo neurologista Ricardo Oliveira e o neurorradiologista Jorge Moll, que comprovou de uma vez por todas essa diferença da mente psicopata. Foi feita uma ressonância magnética funcional, que mostra como o cérebrofunciona em diferentes atividades. Foram apresentadas várias imagens boas (belezas naturais, imagens que expressavam alegria) e ruins (sangue, morte, violência). Em uma pessoa normal, o sistema límbico (estrutura cerebral que faz o controle das nossas emoções) reagia de diferentes formas. Em um psicopata, não houve diferença entre as atividades. O sistema límbico deles não funciona. Uma cena de...
tracking img