O lugar do centro e da periferia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (738 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Lugar do Centro e da Periferia

A discussão entre centro e periferia é um tema que, desde a época do imperialismo, vem sendo bastante discutido. Com várias interpretações e focos, a diversidadeentre capitalistas atrasados e avançados, países do sul e do norte, desenvolvidos e subdesenvolvidos, mantidas suas especificidades, tem se tornado cada vez mais importantes, não só na agendainternacional, como na agenda brasileira.
No âmbito da América Latina, o grupo de estudo criado para analisar essa divergência de desenvolvimento foi a CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina),criada após a Segunda Guerra Mundial. Antes da CEPAL e das teorias desenvolvimentistas, o mundo foi dominado por diversos debates, um em contraposição ao outro. Assim, para entender em que se embasou ateoria cepalina e do desenvolvimento, precisamos recapitular os pontos principais de cada marco teórico.
O primeiro que faremos referência serão os mercantilistas. Estes possuíam uma idéia de riquezaapoiada na acumulação de metais preciosos, como ouro e prata. O mais importante era a força do Estado, que se apoiava na quantidade de metais acumulados. Estes teóricos se apoiavam na Teoria da BalançaComercial Favorável, em que para manter um Estado forte, deveria ter muita exportação e pouca importação.
Em contraposição a essa idéia e criticando o conceito de riqueza e da Teoria da BalançaComercial Favorável vieram os liberais clássicos, como Adam Smith e David Ricardo. Para estes, riqueza era o que o Estado poderia comprar e seu potencial produtivo e a Teoria da Balança ComercialFavorável se mostrava falha, visto que em longo prazo a balança comercial tenderia a se equilibrar e, caso houvesse mais entrada de capital que saída, iria aumentar a inflação e não seria benéfico ao país.Ainda segundo estes pensadores, cada país se especializaria no que tivesse vantagem, seja ela absoluta (Adam Smith) ou comparativa (David Ricardo). Essa especialização seria benéfica para todas as...
tracking img