O idoso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1512 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O ser humano tem prazo de validade? O idoso é descartável na sociedade capitalista?
A resposta é sim! As pessoas com mais de 60 anos tem prazo de validade para o capitalismo e são descartáveis. Isso porque o capitalismo vê os indivíduos apenas como uma força de trabalho, utilizando-se dela para produzir bens e serviços. Assim a lógica capitalista descarta as pessoas que não contribuem mais com oprocesso de produção; apontam essas pessoas como responsáveis pela sua condição de vida. No entanto esse mito tem origem na dificuldade das nações em desenvolvimento suprirem a necessidade de proporcionar benefícios e proteção social a essas pessoas.
No Brasil verifica-se um aumento da população na terceira idade. Em 1970 a população idosa era de 5,06%, em 1990 chegava a 7,06% em 2025 aestimativa é de 15%.
Esse aumento significa evolução na qualidade de vida de um povo, fato que deveria ser comemorado, no entanto, é encarado como um fardo, um peso.
Todos nós estamos envelhecendo, este é um processo natural, universal, biológico e irreversível. É preciso nos prepararmos para essa nova realidade, enfatizando as Políticas Públicas federais, estaduais e municipais.
A Política Pública deatenção ao idoso se relaciona com o desenvolvimento sócio-econômico e cultural, bem com as ações reivindicatórias dos movimentos sociais.
Tendo como marco importante desta trajetória a Constituição Federal de 1988.
Ao introduzir em suas disposições o conceito de seguridade social, fazendo com que a rede de proteção social alterasse o seu enfoque estritamente assistencialista, passando a ter umaconotação ampliada de cidadania.
Segundo a assistente social Sandla, técnica da área de saúde do idoso do estado da Bahia; profissional que atua no CREASI-Centro de Referência e Atenção à Saúde do Idoso, responsável pela parte técnica e de capacitação de profissionais que irão atuar na área, um dos principais desafios na área de saúde é garantir ao idoso:
“A assistência à saúde através do SUS,como rege o Estatuto da Política Nacional do Idoso”.Esta garantia precisa ser efetiva também nas instituições de abrigamento.
O surgimento das instituições para idosos não é recente. O cristianismo foi o primeiro no amparo aos velhos.
Em 1794, no Rio de Janeiro, começou a funcionar a “Casa dos Inválidos”, não como ação de caridade, mas como reconhecimento àqueles soldados velhos que prestavamserviço à pátria, para que tivessem uma velhice tranqüila.
No início os asilos de velhos, como eram chamados, abrigavam idosos em situação de extrema pobreza e exclusão social. As instituições eram um mundo à parte e ingressar nela significava romper laços com família e sociedade.
Quando não existiam instituições específicas para idosos, estes eram abrigados em asilos junto com outros pobres,doentes mentais, crianças abandonadas e desempregados.
Em modelos asilares já ultrapassados, os indivíduos residentes se tornam cidadãos violados em sua individualidade e identidade, ficando sem controle da própria vida, sem direitos e sem privacidade, vivenciando muitas vezes, relações difíceis ou inexistentes com funcionários e o mundo exterior.
Nos dias atuais as ILPIs- Instituições de longapermanência para idosos,são um avanço na consolidação das políticas Públicas voltadas para o idoso.
As ILPIs são “instituições governamentais ou não governamentais, de caráter residencial,destinados a domicílio coletivo a pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, com ou sem suporte familiar, em condições de liberdade, dignidade e cidadania”(resolução nº 283-Estatuto Nacional Do Idoso)
Aimplementação deste documento é um desafio para os órgãos fiscalizadores e as instituições; a cada dia mais, estas estão sendo obrigadas a se adequar à legislação, superando o paradigma de atendimento enquanto caridade e assistencialismo, para prestação de serviços com qualidade e garantia dos direitos da pessoa idosa.
Para oferecer um atendimento de qualidade também é fundamental que as instituições...
tracking img