O ensino da psicopatologia e subjetividade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1276 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Com o intuito de ampliar o ensino de Psicopatologia, na Disciplina Psicopatologia Especial I, oferecida pelo Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal da Faculdade de Medicina da UFRJ, foi realizado para os alunos do curso de Psicologia da UFRJ, duas novas modalidades de atividades práticas. Essa reformulação do ensino prático, foi realizada por um mestre diante de um grande grupo de alunos,em um paciente habitualmente internado.
Esta pesquisa visa também colocar o ensino e a prática de Psicopatologia mais próxima dos ideais que norteiam o conjunto de transformações das práticas assistenciais em psiquiatria no Brasil, a chamada Reforma Psiquiátrica.
Os alunos não foram deixados restritos á abordagem psicopatológica centrada na descrições dos elementos do adoecimento mental, masfavorecer o conhecimento do sofrimento psíquico do ponto de vista de quem o experiência, assim como o caráter relacional e contextual das expressões clínicas dos transtornos mentais.
Essas iniciativas têm como expectativa destacar, para os alunos, a complexidade do adoecimento metal e o alcance diferencial das diversas abordagens psicopatológicas.
PRESSUPOSTOS ÉTICOS E CONCEITUAIS
O debate dotema “normal e patológico”, que deveria ser prévio a qualquer Psicopatologia, é completamente elidido, e a partilha entre as duas condições é compreendida como uma questão de ordem quantitativa, passível de mensuração por diferentes escalas e instrumentos estruturados, tornando-se visível por meio de procedimentos estatísticos.
Nessas condições, o campo do patológico obedece a uma inteligibilidadecompatível com aquilo que Canguilhem (1982) chamou de Teoria Ontológica da Doença, que toma os diferentes tipos de sofrimento físico e mental exclusivamente em sua objetividade, elemento totalmente externo ao sujeito quer se entenda este em sua dimensão moral, quer se entenda este apenas como totalidade orgânica. Se tal concepção de doença pode dar a impressão – ilusória – de satisfazer ascondições de possibilidade de exercício de uma medicina somática, ela não dá conta das exigências de uma Psicopatologia, já que esta é a subjetividade em sua inteireza.
O ENSINO DA PSICOPATOLOGIA E SUBJETIVIDADE
Com as modalidades de ensino prático de Psicopatologia, que foram apresentaremos neste estudo, pretenderam transmitir não apenas uma concepção de Psicopatologia que tenha como eixo as suasdimensões subjetiva e social, mas também apresentar aos estudantes alguns dos novos dispositivos de cuidados em saúde mental.
METODOLOGIA
A metodologia empregada no presente estudo é a do estudo de caso múltiplo, decisivo e revelador, de caráter exploratório.
A opção pela realização de grupos de usuários como procedimento para a obtenção de narrativas sobre a experiência de sofrimento psíquico sebaseia nos desenvolvimentos teóricos de Costa (1989) acerca do efeito facilitador do dispositivo grupal no contexto das práticas terapêuticas em ambulatórios públicos e na exploração pragmática dos grupos, realizada pela equipe de Romme & Escher (2000, 1997) no contexto do trabalho com ouvidores de Vozes.
Primeiro, o grupo de ensino prático do Hospital-dia do Instituto de Psiquiatria da UFRJ:usuários recebem os alunos.
Os pacientes são convidados a constituírem um grupo ara receber os alunos. A eles é solicitado que digam o que é um Hospital-dia; em que consiste a experiência de ser tratado num dispositivo como esse e a experiência de ser uma pessoa em tratamento psiquiátrico; e o que esperam de um psicólogo em um Hospital-dia.
As avaliações feitas pelos alunos, ao fim da disciplina,indicam a capacidade formadora dessa atividade. Não raro referem surpresa ao descobrirem quanto essas pessoas “são fortes” ou como são capazes de construir modos de conviver e entender o seu adoecimento.
Em tais narrativas, fica evidente que os alunos conseguiram articular a dimensão sintomatológica dos quadros psicopatológicos à dimensão subjetiva da experiência do adoecimento e seus aspectos...
tracking img